Blog Na Grade do MMA

Demian Maia encara pressão para voltar a finalizar no UFC depois de três anos

Jorge Corrêa

(Post com o parceiro Maurício Dehò)

Dono de uma faixa-preta de jiu-jitsu de terceiro grau, o paulistano Demian Maia ganhou fama no UFC por ter uma das técnicas mais afiadas da arte suave dentro do MMA. Em suas cinco primeiras lutas no Ultimate, cinco vitórias por finalização – dois triângulos e três mata-leões. Mas a última vez que ele conseguiu com que seu adversário desse três tapinhas ao ser estrangulado foi três anos atrás.

É muito tempo e Demian está ciente disso.

O lutador volta ao octógono neste sábado para enfrentar o invicto Chris Weidman, no card principal do UFC on Fox 2, em Chicago. Ele sabe que está pressionado para finalizar novamente uma luta. Não é uma pressão do evento, mas uma pressão que ele próprio se coloca.

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Veja todas as lutas do evento e vote nos favoritos
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

“É algo que me incomoda sim, eu sempre busco a finalização e vou fazer isso novamente. Mas não posso sair do que estou preparado. Vou buscar finalizar ou nocautear, mas o mais importante é vencer a luta. Isso vem em primeiro lugar'', contou o lutador, que também é jornalista formado.

A última vez que Demian Maia conseguiu uma finalização foi sobre um velho conhecido. Ele encaixou um triângulo em Chael Sonnen – que também estará no evento deste sábado – no UFC 95, em fevereiro de 2009. Desde então, foram sete luta com três derrotas e quatro vitórias, todas por pontos.

Nesses três anos, foi nítida a evolução do paulista. Ele melhorou muito seu jogo em pé, sua trocação ficou muito mais afiada, ainda mais depois que começou a treinar com renomado técnico Luis Dórea, mentor de boxe de Minotauro, Cigano e do campeão mundial de boxe Popó.

>> Demian revê Sonnen pela 4ª vez em card do UFC e diz que polêmicas ajudam no show

“Eu melhorei nas quedas, na luta em pé, no preparo físico, na parte mental… Eu tenho certeza de que se tiver uma nova chance de disputar o cinturão [dos médios,] eu posso ser campeão. Hoje eu sou um atleta de MMA no sentido mais completo da palavra, não apenas um lutador de jiu-jítsu'', explicou.

Mas por mais que tenha se tornado um atleta mais completo, Demian nunca vai deixar seu histórico de finalizador. Ele sabe que na hora que a coisa aperta, é no jiu-jitsu que vai se apoiar. Agora é ver se ele será necessário contra Chris Weidman e se voltaremos a ver os três tapinhas para o brasileiro.

Essa foi a última finalização de Demian no UFC. Em pegou um triângulo no falastrão Chael Sonnen em 2009.

Relembre também a entrevista que Rafinha Bastos fez com o lutador no final do ano passado para o UOL.