Blog Na Grade do MMA

Monotemático, Toquinho repete erros do passado e volta a bater na trave com nova derrota

Jorge Corrêa

Dificilmente alguém vai pensar em uma chave de perna ou de tornozelo no MMA sem se lembrar de Rousimar Palhares, o Toquinho. Mas neste sábado, ele mostrou que essa fama, esse seu lado praticamente monotemático, pode ser o que está atrasando sua carreira.

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

No card principal do UFC on Fox 3 lá estava ele, novamente grudado no pé do norte-americano Alan Belcher. A finalização estava próxima, o tornozelo do seu rival estava completamente torcido, mas ele resistiu e conseguiu se livrar da chave. Então aconteceu o que os fãs de Toquinho mais temiam: ele perdeu a concentração.

Mais uma vez nessa luta, o mineiro repetiu seus erros do passado e novamente acabou derrotado. Ele foi nocauteado com 4min18 do primeiro round após ser atropelado no ground-and-pound, com uma série de socos e cotoveladas.

Toquinho vem fazendo um trabalho psicológico para que esse lado distraído, que perde a concentração em momentos cruciais de suas lutas. Em sua última derrota no UFC, para Nate Marquardt, em 2010, a história foi a mesma. Ele quase finalizou o norte-americano com uma chave de perna, mas quando o rival não bateu, ele se desconcentrou e perdeu. No UFC Rio 1, ele achou que tinha vencido e saiu correndo, mas a luta não tinha acabado.

Não há como negar que Palhares é um lutador com muito talento, mas com essa nova derrota, ele novamente bate na trave para tentar voos mais altos entre os médios do Ultimate.

Ele vinha de três vitórias consecutivas no evento e um novo resultado positivo o colocaria no caminho do campeão do peso Anderson Silva. Mas agora, ele volta para o final da fila e recomeça o trabalho, tanto para se reafirmar no evento quanto para mostrar que pode ser um lutador mais concentrado e mais focado em seus combates.

>> Confira aqui todos os resultados do UFC on Fox 3