Blog Na Grade do MMA

História de cinema: à la Rocky Balboa, lutador supera morte do pai, apaga rival e fatura TUF dos EUA

Jorge Corrêa

Com um estilo largadão e muito emotivo, sempre envolto em muita barba, cabelo e lágrimas, o norte-americano Mike Chiesa já fez história no MMA com sua participação na 15a. edição do reality show The Ultimate Fighter. Mais que isso, já deve ter muito roteirista atrás dele para poder contar sua história no cinema.

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

Depois de passar por um enorme drama pessoal ao entrar no programa, com a morte de seu pai assim que começou o confinamento, Chiesa encarnou o melhor estilo Rocky Balboa de vitórias sofridas e faturou nesta sexta-feira o TUF dos EUA ao finalizar e apagar Al Iaquinta com um mata-leão na final do show.

A história - Depois de vencer sua luta eliminatória para entrar na casa – vitória que lhe rendeu o prêmio de melhor finalização do programa – Mike soube, assim que fez seu primeiro treino por lá, que seu pai tinha morrido vítima de um câncer. Dana White ainda perguntou se ele queria seguir no TUF. Mike então deixou a casa apenas para acompanhar o velório e o enterro e voltou para o show prometendo vencê-lo por seu pai.

De volta ao programa, precisou passar por três lutas dramáticas até chegar à final. Assim como o boxeador Rocky Balboa fazia em seus filmes, ele apanhou bastante no início dos combates, mas em todos conseguiu uma virada sensacional no fim. Dessa forma, derrotou Jeremy Larsen, Justin Lawrence e James Vick.

A final não teve um roteiro diferente, foi apenas mais rápida. Contra seu companheiro de time – eram comandados por Urijah Faber – Al Iaquinta, Chiesa levou golpes complicados nos primeiros minutos. Mas na primeira tentativa de queda, pegou o rival pelas costas e encaixou um mata-leão. O árbitro ainda demorou para ver que Iaquinta já estava apagado.

Mais emoção e lágrimas de Mike Chiesa dentro do octógono assim que a luta acabou. “Isso era tudo que eu queria. Foi uma jornada incrível e não tinha como eu perder essa luta hoje. Eu tenho que agradecer muito meu time, minha família e meus fãs. Quero descobrir agora quantas pessoas estão comigo'', disse o lutador ao lado de sua mãe e sua irmã.

Sim, essa história ainda vai virar filme.

>> Charles do Bronx leva susto, mas bate muito em rival e finaliza americano
>> Brasileiro Cristiano Marcello não impõe seu jogo e é nocauteado no TUF Finale

Tags : tuf