Blog Na Grade do MMA

Lesão e TUF Brasil levam Belfort de queridinho do país a vilão de BH, que o hostiliza no UFC 147

Jorge Corrêa

Direto de Belzonte (MG)

Mesmo com a derrota de Wanderlei Silva, Rich Franklin não foi o vilão no UFC 147 em Belo Horizonte. Pelo contrário, ele foi muito aplaudido pelo brasileiros após o combate. O grande vilão da torcida mineira foi alguém inimaginável até pouco tempo atrás: Vitor Belfort.

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

Nitidamente os torcedores não perdoaram o carioca por ele ter deixado o combate contra Wanderlei Silva, que seria a luta principal do evento do último sábado. Não que tenha sido culpado por isso, ele quebrou a mão e teve de ser cortado da luta, dando lugar ao norte-americano.

Os mineiros foram implacáveis com Belfort, ríspidos mesmo. Tudo se iniciou no treino aberto da edição 147, quando muitos que compareceram por lá entoaram gritos de “Vitor arregão''. Mas a hostilidade com o lutador foi ainda maior no ginásio do Mineirinho, durante o evento.

Começou com gritos tímidos e de parte da torcida com “Vitor arregão'' e “Vitor amarelão''. Mas quando ele passou a aparecer nos telões do local, as vaias foram ensurdecedoras, os xingamentos ainda maiores, e era nítido o constrangimento dele. Quando entrou no córner de Cezar Mutante na final dos médios do TUF Brasil, a cena se repetiu.

Isso mostra o peso dessa saída dele do card e também o quanto pesou contra sua participação como técnico do TUF Brasil. Muitos torcedores reclamaram de uma suposta “chatice'' do lutador no programa e de ele ter colocado os amigos Rony Jason e Gasparzinho para lutar.

Essa situação é, no mínimo, curiosa pois Vitor sempre foi um dos queridinhos do público brasileiro, principalmente por sua história no MMA, assumindo o papel de embaixador do MMA no país. Essa virada junto da torcida é muito recente. No UFC Rio 2, em janeiro desse ano, ele foi o lutador mais comemorado pelos torcedores na vitória sobre Anthony Johnson.

Seu pupilo e campeão do TUF Cezar Mutante preferiu não creditar o programa a essa animosidade da torcida, mas também não negou. Ele disse que Vitor ficou chateado com o que aconteceu e acredita que apenas a lesão motivou as vaias e os xingamentos.

“Cara, todo mundo aquí quería ver essa luta com o Wanderlei. Mas não se preocupem, ainda tem tempo para ela acontecer'', disse Mutante.