Blog Na Grade do MMA

Barão revela passado como criança briguenta e recado de Aldo: “Cai para dentro e mete porrada”

Jorge Corrêa

Post com o parceiro Maurício Dehò

Com apenas 25 anos e uma das maiores séries invictas do MMA na atualidade, Renan Barão pode ser o mais novo campeão do UFC neste sábado. Potiguar de Natal, o lutador disputará na edição 149 contra Urijah Faber o cinturão interino dos galos, por conta da lesão do campeão Dominick Cruz. Mas tudo começou com um menino bagunceiro e briguento.

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

Barão contou ao blog que arrumou muita confusão na infância, mas que tudo acabou quando começou a lutar. “Eu era muito briguento na escola, brigava muito. Vivia saindo na porrada com meus amigos, ficava bagunçando. Era briguento mesmo.''

“Depois que eu comecei a treinar, eu fiquei mais tranquilo. Gastava minha energia na academia, então não tinha como brigar com ninguém mais'', contou Renan.

Seu primeiro mestre foi seu pai, que é treinador de boxe. Mas quando passou a estudar jiu-jítsu, o MMA foi um caminho irreversível para Renan. “Tinha 12 anos quando comecei a lutar boxe, então passei a treinar MMA com uns 15 anos.''

“Meu pai sempre foi professor de boxe e eu comecei a treinar com ele. Depois, passei para o jiu-jítsu. Até ir para o MMA foi rápido, pois tinha um pessoal lá que já lutava. Vi uns amigos meus lutando e gostei daquilo, decidi que era o que eu queria fazer. ''

O candidato ao cinturão interino dos galos do UFC segue morando na capital do Rio Grande do Norte, onde treina na Kimura Nova União, mas quando suas lutas se aproximam, ele se muda para a Nova União original, no Rio de Janeiro, para trabalhar sob os comandos de Dedé Pederneiras.

“Eu venho para o Rio apenas três meses antes das minhas lutas para preparação, mas sempre começo os treinos em Natal, perto da minha família'', explicou o lutador potiguar.

Mas além de estar no melhor time de MMA para times médios, ele também treinou com importantes nomes do UFC, mas um em especial: José Aldo, campeão dos penas e ex-rival de Urijah Faber. O dono do cinturão já avisou o que Barão deve fazer. “A principal dica que o Aldo me deu foi simples: Cai para dentro e mete a porrada.''

********