Blog Na Grade do MMA

De olho em desempate, Shogun e Lyoto revivem rivalidade por vaga na disputa pelo cinturão

Jorge Corrêa

Desde que se enfrentaram pela primeira vez em outubro de 2009, Maurício Shogun e Lyoto Machida criaram uma grande – e até inesperada – rivalidade. A luta parelha e polêmica, que acabou com Lyoto mantendo o cinturão dos meio-pesados, fez os ânimos dos fãs se acirrassem. A revanche, que terminou com nocaute de Shogun, em maio de 2010, diminuiu os debates, mas não arrefeceu os ânimos. Eles estavam apenas adormecidos. Até agora.

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

Os dois ex-campeões dos meio-pesados do UFC vão se reencontrar neste sábado no card principal do UFC on Fox 4, que acontece em Los Angeles. Mas calma você que caiu de paraquedas. Eles não vão se enfrentar de novo, pelo menos não dessa vez. Os dois estarão nas lutas principais do evento e, mesmo sem dividirem o octógono, a rivalidade está acesa de novo, pois ambos estão em busca do mesmo objetivo.

Lyoto e Shogun vão se reencontrar no card do UFC on Fox, mas o desempate entre eles não vai acontecer dessa vez

Depois de idas e vindas, decisões e indecisões, Dana White definiu que os dois têm chance de serem o próximo desafiante pelo cinturão da categoria. Quem tiver a melhor vitória em Maurício Shogun x Brandon Vera e Lyoto Machida x Ryan Bader terá o title shot- o campeão Jon Jones enfrents Dan Henderson no UFC 151, em 1º de setembro.

Mas essa disputa indireta deve ser apenas o prólogo do terceiro confronto. Com uma vitória para cada lado, o desempate entre eles acontecerá em breve. Apesar de ainda não ter uma data marcada, o dois já demonstraram muito interesse nesse terceiro confronto e vêm fazendo muito lobby para que sejam os técnicos da segunda edição do TUF Brasil.

“Lyoto é um grande lutador, um cara que faz parte da minha carreira. Foi um dos maiores adversários que eu tive. Então espero que essa terceira luta aconteça e depois do TUF'', disse Shogun, seguido por Machida. “Essa luta ainda vai acontecer. Todos nós torcemos para que seja com o TUF. Agora é só esperar, pois temos esses combates para nos preocuparmos.''

Para esse evento, os brasileiros apostaram em preparações diferentes. Com um staff novo, Shogun desistiu de se “internar'' em algum time e ficou em Curitiba, fazendo todo o treino em sua academia. “Antes eu tinha de buscar um lugar de treinamento, me adaptar. Ficando 100% em Curitiba, estou ao lado da minha família, mais feliz e motivado.''

Lyoto fez o caminho contrário. Famoso por nunca sair de Belém, no Pará, o carateca dessa fez resolveu levar a família toda – mulher, filhos, pai e irmão – para Los Angeles, onde treinou na equipe Blackhouse. “Acho que faz diferença, sim. Porque você muda o estímulo. Você está acostumado com algo e muda tudo, passa a treinar com pessoas que não te conhecem. É preciso se adaptar e isso te estimula muito mais.''

O UFC on Fox 4 ainda conta com mais dois brasileiros no card preliminar. Rani Yahya, que vem de três derrotas em suas últimas quatro lutas, enfrenta Josh Grispi. Já Wagner Caldeirão faz sua estreia no evento contra o casca-grossa Phil Davis. O card preliminar começa às 18h e o principal às 21h. Ambos terão transmissão pelo canal e pay-per-view Combate e acompanhamento pelo Placar UOL.

As melhores encaradas do MMA

As melhores encaradas do MMA

[tagalbum id=''55505″]

*****