Blog Na Grade do MMA

Sem brasileiros no card, veja 5 motivos para assistir à disputa do UFC 150 neste sábado

Jorge Corrêa

Depois de uma série de eventos onde brasileiros eram as grandes estrelas – UFC 146, 147, 148, 149 e UFC on Fox 4 – o UFC 150, que acontece neste sábado, é um banho de água fria para os fãs de MMA daqui. Não teremos nenhum brazuca no card, é um verdadeiro show para americano ver. Mas não se desespere e nem deixe de assistir. O blog elencou cinco bons motivo para você estourar sua pipoca, pedir sua pizza, e acompanhar essa edição 150.

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

1) Disputa do cinturão dos leves Apesar de o Brasil nunca ter brilhado muito nessa categoria do UFC, as disputas de cinturão dos leves do UFC vêm sendo das mais emocionantes nos últimos anos, desde que Frankie Edgar acabou com o reinado de BJ Penn. As duas lutas de Edgar com BJ e mais as duas de Edgar com Maynard foram épicas. Some a isso o empolgante combate em que Bendo tirou o cinturão de Frankie, o resultado deve ser uma revanche de tirar o fôlego.

2) Frank Edgar deve enfrentar José Aldo em breve Dana White não queria que essa revanche pelo cinturão dos leves acontecesse. Ele queria Frankie Edgar lutando pelo título dos penas do UFC contra José Aldo. Mas apesar do reencontro na luta principal, o embate entre o norte-americano e o brasileiro foi apenas adiado. O presidente do Ultimate não desistiu do combate e os dois lutadores admitem que têm o interesse de que esse encontro aconteça num futuro. E próximo.

3) Hiato de três semanas sem um evento do UFC Com uma média de quase três eventos por mês nesse ano – número que aumentou em 2012 depois do acordo com a gigante da TV americana FOX – a edição 150 marcará um incomum hiato nesta temporada. Depois desse evento, o próximo será apenas o UFC 151, três semanas depois, com a disputa do cinturão dos meio-pesados entre Jon Jones e Dan Henderson. Para os fãs mais fervorosos de MMA, será uma longa espera.

4) Donald Cerone: Seis lutas da noite e a promessa de show O caubói (como gosta de ser chamado) Donald Cerone é famoso por fazer grandes lutas desde os tempos do WEC, extinto torneio que foi anexado pelo UFC e onde foi campeão dos leves. Entre WEC e UFC, ele tem seis prêmios de luta da noite, mais um de nocaute da noite e outro de finalização da noite, além de ter as lutas do ano de 2008 e 2009 pelo renomado site Sherdog. Resumindo, é promessa de lutão contra o não menos casca-grossa Melvin Guilard.

5) A volta de Justin Lawrence após um dos nocautes do ano Com apenas quatro lutas profissionais de MMA, o norte-americano Justin Lawrence, de apenas 22 anos, é apontado como uma das principais revelações do país no esporte. Apesar de não ter vencido a mais recente edição do TUF dos EUA, teve grandes atuações. No evento que marcou o final do programa, conseguiu um impressionante nocaute, um dos melhores do ano, sobre John Cofer. Será que teremos um novo show no UFC 150?

 


*****

Tags : ufc 150