Blog Na Grade do MMA

Henderson revela ter escondido lesão e levanta suspeita de ajuda para Sonnen conseguir luta

Jorge Corrêa

Aparentemente está longe de acabar a história que culminou com o cancelamento do UFC 151, que estava marcado para esse fim de semana. O novo capítulo traz de volta Dan Henderson ao palco. Isso porque ele revelou que sofreu a lesão no joelho que o tirou da luta contra Jon Jones duas semanas antes de ela ter sido anunciada por Dana White.

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

O veterano explicou que não avisou antes da contusão por acreditar que conseguiria se recuperar a tempo para a disputa do cinturão dos meio-pesados. Mas essa explicação não caiu muito bem no meio do MMA. Isso porque foi levantada a suspeita de que ele escondeu a lesão para ajudar seu companheiro de time, Chael Sonnen.

A conta é simples: era sabido que Sonnen, ao anunciar sua ida para os meio-pesados, se tornava um candidato em potencial à disputa de cinturão, tanto que ele começou a provocar – e muito – o campeão. Se Hendo revelasse a lesão mais próxima da luta e Sonnen fosse escolhido para seu lugar, menor era a chance de Jon Jones recusar o combate, mas foi exatamente o que acabou acontecendo e o evento foi cancelado.

Mas depois de a polêmica ter sido levantada, Henderson negou que Sonnen soubesse de sua contusão no joelho. “Chael não sabia nada sobre isso. Ele não estava treinando. Meus colegas me disseram que Greg Jackson [técnico de Jon Jones] disse que Sonnen estava se preparando por saber que eu estava machucado. Não existe nada disso.''

“Ele nunca esteve comigo. Eu perguntei se ele queria vir para me ajudar a treinar alguns meses atrás, mas ele não pode vir'', explicou Hendo em entrevista ao site MMA Fighting. “Não sei se teria sido bom para Chael se ele tivesse aceitado essa luta. Ele não treina há umas seis ou oito semanas. Não se seria a decisão mais esperta nesse momento.''

Dan Henderson ainda explicou que espera estar pronto para lutar novamente no final do ano, provavelmente para o UFC 155, em 29 de dezembro. Mas ele sabe que se ele lutar nesse evento, não será valendo o cinturão dos meio-pesados. Essa disputa está adiada para Hendo.
*****