Blog Na Grade do MMA

Minotauro diz que aceitou luta gravando comercial e minimiza ter 1 mês de treino para UFC Rio 3

Jorge Corrêa

Uma das maiores lendas do MMA, o peso pesado Rodrigo Minotauro está de volta depois de ter seu braço fraturado por Frank Mir em sua última luta no final do ano passado. Ele agora vai enfrentar o norte-americano Ed Herman no UFC Rio 3, em 13 de outubro.

>> Blog no Facebook: FB.com/NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA 

“Nem teve negociação, estava gravando um comercial com o Anderson em São Paulo quando o telefone dele tocou. O Dana White fez o convite e nós aceitamos de primeira, foi de bate-pronto. Estava louco para lutar, ainda mais no Rio'', explicou o ex-campeão do UFC e do Pride.

Mas não será fácil sua preparação para o combate. Ele terá apenas um mês, sendo que em junho ele teve de desistir de enfrentar o francês Cheick Kongo no UFC 149, porque tinha voltado a sentir dores no local da fratura. Mesmo assim, está confiante para o combate, relembrando que passou por situações parecidas no antigo torneio japonês.

“Terei apenas um mês de preparação, logicamente não é o ideal, mas não é nada que eu já não tenha feito na minha carreira. Passei por isso algumas vezes no Pride. Essa é a minha profissão e quero estar sempre em ação.''

Agora, ele espera apenas o mesmo apoio da torcida que teve na primeira edição do primeiro UFC Rio, quando nocauteou Brendan Schaub em um dos momentos mais emocionantes do show.

“Estou muito feliz, vou lutar literalmente em casa. Minha academia fica apenas 2km da Arena da Barra. Vou poder contar com toda torcida brasileira, vão estar presentes todos os meus amigos e alunos, não poderia querer outra coisa.''