Blog Na Grade do MMA

Dana admite que Anderson x Bonnar não faz sentido e explica negociação para luta no UFC Rio 3

Jorge Corrêa

Muita gente quando viu qual seria a nova lutado UFC Rio 3 deve ter pensado: “Stephan Bonnar? Anderson Silva? Como Assim?'' Pois bem, Dana White pensou mais ou menos a mesma coisa. Responsável por casar esse combate, o presidente admitiu que essa luta entre meio-pesados não faz muito sentido, mas não se cansa de comemorá-la.

>> Blog no Facebook: FB.com/NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA

Em entrevista ao programa de Jim Rome, o dirigente explicou como foi a negociação com ambos os lutadores para salvar a edição 153 do Ultimate, que está marcada para o dia 13 de outubro. Basicamente foram dois telefonemas.

O primeiro, para Anderson Silva, definiu que a luta seria entre os meio-pesados, já que ele não teria tempo de tirar peso para fazer o combate entre os médios.

“O Anderson me ligou e disse: 'Ei chefe, eu luto entre os meio-pesados no show de Las Vegas em oito dias', mas estava muito tarde. Então quando isso aconteceu, eu liguei e pedi para ele lutar. 'Eu luto com certeza, eu tenho apenas três semanas para bater o peso dos médios, o que não posso fazer agora. Mas posso lutar nos meio-pesados', disse o Silva. No entanto, como eu poderia achar alguém na categoria se não achei rival para o Jon Jones com um mês?”

Depois, a ligação para Stephan Bonnar, que tinha chegado a cogitar a aposentadoria por falta de desafios, foi ainda mais rápida e simples de fechar o combate.

“Então eu telefonei para o Stephan Bonnar e ele pirou. Ele disse que o Anderson tem o estilo perfeito para ele e queria aquela luta mais que tudo. Essa luta faz sentido? Claro que não. Mas a questão agora é que os dois aceitaram.''