Blog Na Grade do MMA

Arquivo : agosto 2014

Veja o UFC pela primeira vez no estádio do Maracanã
Comentários 3

UOL Esporte

Faz tempo – muito tempo – que os brasileiros querem assistir ao UFC em um grande estádio de futebol, com cadeiras no gramado e um clima totalmente novo para as lutas. Ainda não é desta vez, mas o Ultimate fez uma estreia diferente em uma arena boleira. Uma não, a principal. O Maracanã é palco de um evento promocional para o UFC 179, nesta terça-feira.

LEIA TAMBÉM: José Aldo empurra Mendes durante encadara 

Usar o Maracanã tem um motivo bem simples: o UFC 179 trocará a Arena HSBC, no Rio, pelo Maracanãzinho no próximo dia 25 de outubro. O ginásio receberá a disputa de cinturão entre José Aldo, campeão dos penas, e Chad Mendes, que busca uma revanche da derrota que teve contra o manauara em 2012.

  • 33885
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2014/08/12/quem-vencera-a-luta-pelo-cinturao-peso-pena-no-ufc-179.js

Além da presença dos dois principais astros da noite, o evento desta terça contou com os meio-pesados Glover Teixeira e  Phil Davis, que também se encaram nesta noitada.

Os telões do Maracanã exibiram vídeos com os melhores momentos e a imprensa teve momentos para falar com os lutadores, antes deles fazerem as primeiras encaradas pré-luta.

Imagine só a emoção de José Aldo em pisar no Macaranã como lutador, depois de tantos anos indo para o estádio como torcedor – e no meio da galera – do Flamengo? “Lutar em casa novamente, e agora no Maracanãzinho vai ser emocionante. É um ginásio histórico no esporte mundial e eu estou sempre lá acompanhando o Brasil em outros esportes. Espero a galera em peso me empurrando para manter esse cinturão no nosso país”, afirmou ele.

Ah, e tem mais. Veja só que beleza esse pôster que o UFC criou para o UFC 179:

UFC 179

UFC 179

[tagalbum id="75216"]

Para quem quiser comprar os ingressos, aqui vão as informações:

Os ingressos para o UFC 179 podem ser adquiridos a partir desta quarta-feira, dia 27, às 10h, pelo site www.ticketsforfun.com.br, em todos os Pontos de Venda credenciados, na Central de Relacionamento Tickets for Fun, pelo telefone 4003-5588 e na bilheteria oficial do evento, no Maracanãzinho, de 18 a 25 de outubro, das 10h às 20h. No dia do evento, a compra e retirada só poderão ser realizadas até 2h antes do início do evento.

Os bilhetes estarão disponíveis para os seguintes setores: Arquibancada (R$ 190,00 / R$ 95,00 – meia-entrada); Cadeira C (R$ 290,00 / R$ 145,00 – meia-entrada); Cadeira B (R$ 650,00 / R$ 325,00 – meia-entrada); Cadeira A (R$ 950,00 / R$ 475,00 – meia-entrada); Cadeira Premium (R$ 1.200,00 / R$ 600,00 – meia-entrada); Octógono Premium (R$ 1.600,00 / R$ 800,00 – meia-entrada); Portadores de Necessidades Especiais (R$ 95,00 – meia-entrada).


Tem um lutador dizendo que seria melhor que Gerard Butler em “300”. Será?
Comentários 5

UOL Esporte

Por Maurício Dehò

O filme “300” fez fama com seu lançamento em 2007, pelo jeitão testosterona de ser, principalmente com o personagem principal, Leonidas, comandando as cenas de ação. O protagonista é vivido por Gerard Butler. Mas tem um lutador do UFC que ficou doido da vida de não ter tido a oportunidade de fazer o papel. Até porque não há dia em que não o comparem com Butler/Leonidas na película.SADASDASDA

Estamos falando aqui de Andrei Arlovski. Vai dizer que você nunca viu que ele tem essa cara de “This is Spaaartaaa” (Isso aqui é Esparta, no bom português)?

Em um papo esta semana, na passagem do ex-campeão dos pesados pelo Brasil para promover a luta de 13 de setembro contra Pezão, pude questionar Arlovski sobre sua semelhança com Butler neste papel em específico. O curioso é que o bielorusso já deu uma de ator, e diz que faria “300” tranquilamente.

“Eu acho que poderia fazer melhor que ele, neste papel em específico. 300, Sparta, gladiadores, eu acho que me daria bem”, disse o sempre sisudo Arlovski, deixando no ar o quão sério estava falando. “Claro que ele fez um grande trabalho. Mas eu gostaria de tentar algo deste nível, é muito legal.”

O peso pesado estreou nas telas em 2006, no filme “8 of Diamonds”. Três anos depois, esteve com Van Damme em “Soldado Universal: Regeneração” como vilão e em seguida na sequência, “Soldado Universal 4”. Agora, no entanto, não quer pensar nisso.

A volta ao UFC está dando trabalho – vide a reestreia contra Brendan Schaub, em que venceu por pontos uma luta ruim de doer e de resultado contestável.

“(Ser ator) não é uma carreira, já fiz alguns filmes e foi bem legal, mas é uma coisa que deu uma esfriada agora. Eu estou focado no MMA, definitivamente, mas tiver algum convite e eu tiver tempo livre entre treinos e lutas, adoraria fazer. Mas não agora, estou escolhendo o mais importante. E hoje é o MMA”, explicou o lutador.

Mas e aí, será que ele teria o necessário para ser Leônidas no cinema? Sei não…

UFC Brasília

UFC Brasília

[tagalbum id="75096"]


Gladiador do 3º milênio usa “chute Sparta” e vence por nocaute
Comentários 9

UOL Esporte

Por Maurício Dehò

Frontal, rodado, rabo de arraia, pé no ouvido… Já vimos todo tipo de chute rendendo vitórias memoráveis no MMA. Bom, quase todos. O nocaute que apresentamos hoje realmente faz jus ao complemento “de cinema”. Isso porque ele literalmente tem algo que saiu das telonas, e no estilo “Gladiador do 3º milênio”, aquele bordão que o Galvão Bueno lançou há um tempo.

Uma das cenas mais marcantes do clássico do cinema “300″ é a cena com o famoso grito “This is Sparta!”, quando Leonidas dá um chute no peito de um rival e o derruba buraco abaixo. Ela se repetiu dentro de um cage.

Aconteceu no evento amador Gladiators of the Cage – nome sugestivo, não?! Josh Fremd encarou Jeremy Sakuta e, lá pelas tantas, conseguiu um knockdown. Com o rival já avariado, mas em pé novamente, foi então que surgiu o que podemos batizar de “chute Sparta”. A força do golpe fez Sakuta bater na grade e voltar. Fremd ainda deu um cruzado de direita e definiu a vitória. Veja o vídeo abaixo e pule para 7min35 para ver o nocaute

Sangue, suor e… ‘porrada’

Sangue, suor e… ‘porrada’

[tagalbum id="51086"]

Tags : nocaute


Polêmica: Pride liberava lutadores a usar esteroides? Veterano diz que sim
Comentários 11

UOL Esporte

86_l

Por Maurício Dehò

Já faz muito tempo que ecoam as acusações de que os lutadores do Pride se dopavam e tomavam esteroides para melhorar a performance. Boatos, dedos apontados e denúncias. Mas nunca provas. Até agora.

O veterano lutador americano-japonês Enson Inoue resolveu fazer barulho na Internet, ao divulgar o que diz ser um trecho de um contrato com o evento japonês. Nele, lê-se as políticas antidoping adotadas pela organização. E se drogas como maconha e cocaína rendiam punições, os esteroides não – de acordo com o texto.

Em seu Facebook, Inoue acusou: “Nos contratos do Pride, estava especificamente documentado que eles não estavam testando para esteroides”.

A imagem mostra o artigo do suposto contrato.

roids

“Uso ilegal de narcóticos. Lutadores concordam em ser testados imediatamente após a luta em cada evento, para confirmar que não usam maconha, cocaína, heroína e barbitúricos. Se o resto for positivo, então, o lutador tem de perder todo o pagamento previsto no acordo. Estimulantes para melhora na performance da família baseada em esteroides são especificamente excluídos do escopo do teste.”

Parece bem claro, não? O doping e o uso de esteroides e substâncias para melhora de performance são uma constante polêmica no MMA, ainda mais nos atuais dias, com as consequências do uso e da proibição do TRT e dos casos de Wanderlei Silva, Chael Sonnen e Vitor Belfort.

Enson Inoue tem 47 anos e não é considerado aposentado, mas só lutou uma vez nos últimos dez anos. Ele ostenta um cartel de 12 vitórias e 8 derrotas, triunfou contra Antz Nansen em seu último compromisso e fez cinco lutas no Pride, saindo vencedor só de uma delas.

Sangue, suor e… ‘porrada’

Sangue, suor e… ‘porrada’

[tagalbum id="51086"]

Tags : pride


Brasileiro repete lesão de Anderson Silva e quebra perna em evento no Rio
Comentários 7

UOL Esporte

Não é nada legal ter que dar uma notícia dessas. A lesão de Anderson Silva na luta contra Chris Weidman foi aflitiva, e infelizmente um novo caso aconteceu. E agora no Brasil.

Marcos “Rino” Souza, lutador meio-pesado, entrou em ação no Favela Kombat 10, realizado em São Gonçalo, no último domingo. A luta estava no terceiro round, quando aos 37 segundos Rino lançou um chute com a perna direita. O rival, Cristian Goetz, bloqueou e o resultado foi a fratura.

Nas imagens é possível ver o momento do chute e, em seguida, no momento do apoio no solo, a perna de Rino se dobra. De acordo com o site MMA Fighting, ele fraturou a tíbia e passou por cirurgia na segunda-feira.

Veja a cena. Mas atenção, ela é muito forte:

De acordo com o cartel dos lutadores no Sherdog – maior referência nisso – Rino chegou a este combate com apenas duas lutas, ambas derrotas. Goetz chegou à sua segunda vitória, já que a lesão conta como nocaute técnico a seu favor.

Por outro lado, o evento também teve algo bom: um nocaute em 10 segundos. Confira: