Blog Na Grade do MMA http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br Sabia o que acontece dentro e fora do octógono Mon, 09 Apr 2018 07:00:28 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Nurmagomedov prova que é o melhor peso leve da atualidade no MMA http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/04/09/nurmagomedov-prova-que-e-o-melhor-peso-leve-da-atualidade-no-mma/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/04/09/nurmagomedov-prova-que-e-o-melhor-peso-leve-da-atualidade-no-mma/#respond Mon, 09 Apr 2018 07:00:28 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21409

Khabib dominou Al Iaquinta e conquistou cinturão dos leves do UFC (Crédito: Ed Mulholland/AFP)

Por Rodrigo Garcia

O UFC 223, realizado no último sábado (07), em Nova York, apenas confirmou o que muitas pessoas já apontam há anos: Khabib Nurmagomedov é o melhor peso leve da atualidade. Após uma semana turbulenta, em que discutiu com amigo de McGregor e foi perseguido pelo irlandês dentro de um ônibus, o russo superou as trocas de adversário em cima da hora e mostrou, diante de Al Iaquinta, que não está invicto em 26 lutas à toa.

Contudo, a consagração de Nurmagomedov demorou a acontecer. Desde que chegou ao UFC, em 2012, o atleta já esteve próximo de disputar o cinturão em diversas oportunidades, mas as lesões sempre o impediram de subir ao posto mais alto da divisão dos leves.

Após a convincente vitória sobre Rafael dos Anjos, em 2014, o atleta precisou ficar um longo período afastado do octógono por recorrentes problemas no joelho. E foi aqui que começou a rivalidade de Nurmagomedov com Tony Ferguson, que deveria ter sido seu rival na luta do último sábado.

O primeiro embate entre os lutadores deveria ter acontecido em dezembro de 2015, mas precisou ser cancelado após uma lesão de Khabib. Então, o UFC reagendou o confronto para maio de 2016, só que a luta novamente não aconteceu, já que Ferguson também teve problemas médicos.

A terceira tentativa de casar o duelo entre russo e norte-americano também acabou não dando certo. Nurmagomedov e Ferguson deveriam ter se enfrentado em março de 2017 pelo cinturão interino dos leves, mas o russo teve problemas no corte de peso, forçando o cancelamento da luta em cima da hora.

Ao que tudo indicava, o UFC 223 ia dar aos fãs o confronto que todos gostariam de ver, já que o ex-campeão da divisão, Conor McGregor, não defendia seu título desde que o conquistou, quando bateu Eddie Alvarez. Mas outra lesão de Ferguson encerrou a quarta tentativa da organização de colocar os atletas frente a frente.

Agora, com Khabib coroado no posto de campeão linear, já que Conor McGregor e Tony Ferguson tiveram seus títulos retirados por Dana White, a tendência é que a divisão dos leves volte a ter um campeão atuante. E, sem dúvidas, merecedor do posto que está ocupando.

]]>
0
Jéssica Bate-Estaca monitora UFC 223 de olho em disputa de cinturão http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/04/07/jessica-bate-estaca-monitora-ufc-223-de-olho-em-disputa-de-cinturao/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/04/07/jessica-bate-estaca-monitora-ufc-223-de-olho-em-disputa-de-cinturao/#respond Sat, 07 Apr 2018 07:00:31 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21402

Rose Namajunas defenderá seu cinturão contra Joanna Jedrzejczyk no co-evento principal do UFC 223 (Crédito: Reprodução/Youtube)

Por Rodrigo Garcia

Passado todo o caos provocado pela lamentável atitude de Conor McGregor, que resultou no cancelamento de três lutas do UFC 223, chegou a hora de falar sobre o que realmente interessa: as lutas que acontecerão neste sábado (07), em Nova York, nos Estados Unidos.

Duas lutas que acontecerão neste card deverão influenciar diretamente no futuro da brasileira Jéssica Bate-Estaca. Com algumas das principais atletas da divisão palha escaladas para o card, a tendência é que o futuro da lutadora seja definido após o evento.

Rose Namajunas, atual campeã da divisão, enfrentará Joanna Jedrzejczyk, primeira colocada do ranking, no co-evento principal da noite, reeditando duelo que aconteceu em 4 de novembro de 2017. Mais cedo, Karolina Kowalkiewicz, quarta colocada do ranking, enfrentará Felice Herrig, oitava colocada.

Tendo em vista que Cláudia Gadelha, terceira colocada do ranking, já está escalada para lutar contra Carla Esparza, sexta colocada, no UFC 225, que acontecerá em julho, a tendência é que a chance de disputar novamente o cinturão caia no colo de Jéssica, que vem de vitória convincente sobre Tecia Torres, quinta colocada do ranking. Mas para isso, ela precisará torcer contra a ex-campeã da divisão, Joanna, para quem já perdeu em outra oportunidade.

Jéssica Bate-Estaca sonha com nova disputa de cinturão Crédito: (Stephen M. Dowell/Orlando Sentinel via AP)

“Estou bem feliz e ansiosa com essa luta entre Joanna e Rose. Não sei qual das duas vai sair vencedora, mas tenho o chute de que Namajunas segue como campeã. Estou torcendo para isso que aconteça. Qualquer uma das duas que vier, estarei bem preparada”, avaliou a lutadora, em entrevista ao UOL Esporte.

Apesar da declaração acima, engana-se quem pensa que Jéssica torcerá pela vitória de Namajunas apenas para ter mais chances de disputar o cinturão. Segundo a atleta, sua torcida irá para a norte-americana por outro motivo: sua postura dentro e fora do octógono.

“Torço pela Namajunas porque vejo nela uma campeã que a Joanna não é. Ela é muito arrogante, mesquinha, tem uma soberba muito grande, e acaba não mostrando o verdadeiro sentido e valor de ser uma campeã. A Namajunas consegue demonstrar isso para as pessoas, consegue demonstrar calma, simpatia, humildade. Por isso torço muito por ela”, finalizou.

]]>
0
É o fim de McGregor no UFC. Ou pelo menos deveria ser http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/04/06/e-o-fim-de-mcgregor-no-ufc-ou-pelo-menos-deveria-ser/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/04/06/e-o-fim-de-mcgregor-no-ufc-ou-pelo-menos-deveria-ser/#respond Fri, 06 Apr 2018 14:38:28 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21393

#BREAKING @TheNotoriousMMA walked out of @NYPD78Pct after being charged with @barclayscenter brawl. @PIX11News #conormcgregor pic.twitter.com/YbMF8LimPg

— Anthony DiLorenzo (@ADiLorenzoTV) April 6, 2018

Foi a coisa mais nojenta que já aconteceu na história do UFC

Dessa maneira que Dana White definiu o ataque de Conor McGregor a um ônibus cheio de lutadores e suas equipes na última quinta-feira, em Nova York. O irlandês, escoltado pelo o que o presidente do Ultimate chamou de “gangue”, arremessou um carrinho de mão em uma das janelas do veículo. Resultado: dois atletas machucados e três lutas a menos no UFC 223, que acontece neste domingo.

LEIA TAMBÉM:
– McGregor deixa delegacia algemado e é acusado de um crime e três delitos

Mesmo sendo conhecido por atitudes pouco polidas em toda sua passagem pelo UFC, McGregor nunca tinha ido tão longe. O pior que ele tinha feito eram ofensas, algumas de cunho bem pessoal. Mas agressão física – ainda mais com essa gravidade – é um limite que deve colocar fim à passagem do irlandês pelo maior evento de MMA do mundo.

Tudo bem que Dana White é bem volúvel em suas decisões supostamente definitivas, mas nunca vimos ele ser tão enfático em críticas quanto foi ao ex-campeão dos penas e dos leves.

“Esta foi uma decisão muito ruim para a carreira dele. Ainda nem falei com minha equipe, e obviamente estamos enojados por ele agora. Completamente enojados. Não sei o que faremos. (…) Neste momento, não quero fazer nada com Conor. Você gostaria de fazer negócios com McGregor agora? Você quer ficar correndo atrás dele por entrevistas e comprar suas lutas? Quer? Não. Acho que ninguém vai querer nada com Conor McGregor neste momento, todo mundo vai estar enojado com ele”, explicou Dana White.

Vendo a revolta do presidente do UFC, fica difícil imaginar uma situação em que Conor McGregor volte a lutar pelo evento. Seria total falta de pulso da direção da entidade, seria uma carta branca para que ele pudesse fazer qualquer coisa sob os domínios do UFC. Sim, ele já tinha muita liberdade, mas finalmente encontrou um limite de até onde pode ir.

Por mais que ele seja a principal estrela da companhia nos últimos anos, o UFC costuma ser bem rigoroso com quem exagera e não imaginamos que possa ser diferente dessa vez. Mas uma coisa é certa: se McGregor voltar ao octógono, será a total falência da moral evento.

Como estava a situação de Conor no UFC

Depois de fazer sua aguardada luta de boxe contra Floyd Mayweather em agosto do ano passado,  o irlandês não tinha nenhuma previsão de voltar a lutar no UFC. Até que Dana White disse nos últimos dias que ele deveria voltar no final do ano. Era intenção da entidade e do lutador.

Mas um fato enfureceu o irlandês. Ele teve seu cinturão dos leves retirado pelo longo tempo de inatividade e ele seria colocado em jogo novamente neste sábado. A gota d’água, e o que fez Conor atacar o ônibus, foram as provocações de Khabib Nurmagomedov.

]]>
0
O que McGregor tem feito enquanto a divisão dos leves do UFC enlouquece http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/04/04/o-que-mcgregor-tem-feito-enquanto-a-divisao-dos-leves-do-ufc-enlouquece/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/04/04/o-que-mcgregor-tem-feito-enquanto-a-divisao-dos-leves-do-ufc-enlouquece/#respond Wed, 04 Apr 2018 07:00:13 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21382 Antes de tudo é necessário explicar a loucura pela qual passa a divisão dos leves do UFC desde 18 janeiro deste ano. Foi nesta data que a organização decidiu tirar o cinturão de Conor McGregor e fazer com que o duelo entre Tony Ferguson e Khabib Nurmagomedov valesse pelo título linear.

No último domingo (1º), mais uma mudança: Tony Ferguson se machucou enquanto caminhava e perdeu o cinturão interino. Em seu lugar, o UFC escalou Max Holloway, atual campeão dos penas, para enfrentar Nurmagomedov pelo título dos leves.

Eis que chegamos ao ponto principal: o que Conor McGregor fazia enquanto a divisão enlouquecia? Vale lembrar que o irlandês se tornou campeão em 12 de novembro de 2016 e nunca defendeu seu título.

Desde que perdeu o título, McGregor provocou Floyd Mayweather…

…muito

E também Nate Diaz

Testou o novo jogo do UFC

E brincou com Conor Jr.

E até com mascote do Burger King

Só lutar que ele não anda muito a fim.

]]>
0
Lutador se nocauteia ao dar cabeçada no joelho do rival, mas vence combate http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/03/24/lutador-se-nocauteia-ao-dar-cabecada-no-joelho-do-rival-mas-vence-combate/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/03/24/lutador-se-nocauteia-ao-dar-cabecada-no-joelho-do-rival-mas-vence-combate/#respond Sat, 24 Mar 2018 20:06:51 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21377

Uma sucessão de bizarrices marcou a luta entre Irvins Ayala e Drew Chatman pelo evento de MMA LFA36, realizado na última sexta-feira. Ayala se nocauteou ao bater com a cabeça no joelho do adversário. Para piorar, Chatman foi desclassificado por pisar nas costas do rival ao comemorar.

O primeiro fato estranho aconteceu quando Ayala atacava o rival. Ao derrubar Chatman com um chute, Ayala foi se jogar para atacar no “ground and pound” e acabou caindo direto no joelho do rival e apagando.

Na sequência, Chatman acertou um soco no rosto do rival antes de perceber que havia vencido a luta. Tão logo viu o adversário desmaiado, o lutador pulou nas costas de Ayala e deu um mortal para comemorar. Pela atitude antidesportiva, ele foi desclassificado e a vitória acabou ficando com o desmaiado Irvins Ayala.

Veja também:

]]>
0
Werdum foi só mais uma vítima da nova geração que pede passagem no UFC http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/03/19/werdum-foi-so-mais-uma-vitima-da-nova-geracao-que-pede-passagem-no-ufc/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/03/19/werdum-foi-so-mais-uma-vitima-da-nova-geracao-que-pede-passagem-no-ufc/#respond Mon, 19 Mar 2018 07:00:10 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21370

Erica Dezonne/Ag. Fight

Por Rodrigo Garcia

“Você sente alguma incerteza ao pensar em lutar contra alguém que admirava na juventude e é um dos lutadores que você avalia como um dos melhores do mundo. Mas aí você percebe que essa é a ‘virada de chave’ da sua carreira, que te colocará em outro nível, mas você sempre se sente desconfortável. Não me sentia muito confiante antes da luta, mas agora me sinto como um vencedor.”

A declaração acima foi uma das respostas dadas por Alexander Volkov após sentar-se na coletiva de imprensa do UFC apenas alguns instantes depois de conquistar a maior vitória de sua carreira. Diante do ex-campeão dos pesados do UFC, Fabrício Werdum, o russo mostrou na prática o que Cazuza descreveu em sua música anos atrás: o tempo não para.

Aos 29 anos, Volkov emplaca sua quarta vitória na organização e freia os planos do lutador brasileiro, de 40 anos, de seguir sonhando com a cinta dourada que um dia lhe pertenceu. Mas engana-se quem pensa que a luta foi fácil.

“Eu não estava muito feliz com a luta, com o rumo que ela seguia. Tive que usar meu plano C, não foi nem o B, nem o A, então eu precisei do meu pior plano. Fabrício estava preparado muito bem para essa luta. Ele dificultou bastante para mim.”

E, de fato, as palavras do russo são verdadeiras: Werdum teve sucesso em suas seguidas tentativas de levar o rival ao solo, mas não conseguiu impor sua superioridade no jiu-jitsu, já que encontrou Volkov extremamente ligado nas defesas de finalização. Contudo, o gás do gaúcho começou a pesar já no terceiro round, enquanto o russo parecia administrar bem a situação.

Partindo para o tudo ou nada, Werdum acabou exposto ao jogo de trocação de Volkov e o desfecho não foi nada positivo para “Vai, Cavalo”, que acabou sofrendo nocaute técnico no quarto round.

Analisando os últimos eventos do UFC, vemos que Werdum não foi o único a ter problemas com a leva de atletas mais novos que estão pedindo passagem na organização. No início deste mês, o ex-campeão dos leves, Frankie Edgar, foi outro veterano que sofreu nas mãos de um dos novos talentos.

Aos 36 anos, Edgar se encaminhava para a oitava disputa de cinturão de sua carreira quando viu Max Holloway sofrer uma lesão e dar lugar ao promissor Brian Ortega, de 27 anos. Com 14 vitórias e nenhuma derrota, o especialista em jiu-jitsu surpreendeu a todos ao impor o primeiro nocaute da carreira de Edgar ainda no primeiro round do duelo. Lutadores diferentes, mesmo roteiro: um jovem colocando fim ao sonho de um veterano de conquistar o cinturão.

Quer mais um exemplo? Então vamos lá: ainda em 2017, no UFC China, mais um choque entre veteranos e jovens terminou com vantagem do mais novo. Michael Bisping, de 39 anos, sonhava com uma vitória para afastar a dolorida derrota para Georges St-Pierre, que lhe custou o cinturão dos médios.

Em sua mente, uma vitória sobre Kelvin Gastelum, de 26, poderia recoloca-lo na trilha do título. O que ele não esperava era um golpe certeiro que o nocautearia aos dois minutos e 30 do primeiro round, colocando assim fim ao seu sonho e lhe trazendo de volta a uma dura realidade que chega a qualquer veterano: é mais fácil “pendurar as luvas” do que tentar uma nova caminhada rumo ao cinturão, especialmente quando existem tantos jovens sedentos por um lugar ao sol.

]]>
0
Werdum retorna ao palco de sua 1ª luta de olho em cinturão do UFC http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/03/16/werdum-retorna-ao-palco-de-sua-1a-luta-de-olho-em-cinturao-do-ufc/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/03/16/werdum-retorna-ao-palco-de-sua-1a-luta-de-olho-em-cinturao-do-ufc/#respond Fri, 16 Mar 2018 07:00:42 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21367

Fabrício Werdum encara Alexander Volkov no UFC Londres (Crédito: Reprodução/Youtube)

Por Rodrigo Garcia

A tarde de sábado (17) terá um sentimento especial para Fabrício Werdum. Escalado para enfrentar o russo Alexander Volkov na luta principal do UFC Londres, o gaúcho retorna ao país em que iniciou sua carreira como atleta de MMA. E com um objetivo claro em mente: garantir a chance de disputar mais uma vez o cinturão dos pesados.

Embalado por duas vitórias, sobre Walt Harris e Marcyn Tibura, o representante da King´s MMA acredita que uma vitória o credenciará a fazer a revanche contra Stipe Miocic, atual campeão da divisão e atleta responsável por tirar o cinturão de “Vai Cavalo”.

“Acho que mereço disputar o cinturão (caso vença a luta) não só pela sequência de vitórias, mas por toda a minha história. São quase 20 anos lutando, então só estou esperando esse momento para ter minha oportunidade de mostrar mais uma vez que sou o melhor do mundo”, explicou Werdum, em entrevista ao UOL Esporte.

Com 40 anos completados em julho de 2017, a palavra aposentadoria nem passa pela cabeça do ex-campeão, que planeja seguir em atividade por mais três ou quatro anos. E sua postura nos últimos tempos deixariam muitos jovens enciumados. Desde sua última derrota no octógono diante de Alistair Overeem, em julho de 2017, o atleta se manteve ativo e aceitou pegar lutas de última hora. O duelo contra Volkov é só mais um caso como os citados acima.

“Estou bem feliz, peguei a luta com pouco tempo de aviso, mas como já estava treinando, não vou ter nenhum problema com isso. Estou há muito tempo lutando, já tenho bastante experiência para pegar uma luta como essa. Estou no lugar onde comecei, então as recordações são as melhores para lutar mais uma vez aqui.”

Mas se Werdum quer manter vivo o sonho de conquistar mais uma vez a cinta dourada do UFC, ele precisará passar por um adversário que vem conquistando cada vez mais espaço dentro da organização. “Drago”, como é conhecido, possui vasta experiência no MMA, acumulando 29 vitórias e apenas seis derrotas em seu cartel. No UFC desde 2016, o russo acumulou três vitórias, que o colocaram na oitava posição do ranking dos pesados.

“Volkov é um cara grande, um pouco mais alto que eu, que tem uma envergadura muito boa e é especialista na parte em pé. Ele não é um especialista no chão, o que é um ponto a meu favor. Não quero dizer que ele não sabe se defender, ele é bem completo e perigoso. Ele tem três lutas no UFC e três vitórias, então é ter todo o cuidado para sair com a vitória”, analisou.

E na opinião deste blogueiro que vos escreve, por mais que Werdum tenha sido cauteloso ao analisar seu adversário, o caminho para o cinturão realmente passará pela luta de solo. Diante de um adversário especialista na trocação (ele conquistou 19 das suas 29 vitórias por nocaute ou nocaute técnico), o segredo é aproveitar o afiado jiu-jitsu para impor mais uma derrota ao russo, que perdeu três de suas seis lutas por finalização.

Uma atuação convincente diante de um nome em ascensão na organização, aliada ao momento da categoria, pode garantir a Werdum a tão sonhada chance de ter a revanche. Francis Ngannou, primeiro no ranking da divisão, vem de derrota para o atual campeão e não deverá receber uma revanche tão cedo. Já Alistair Overeem, segundo colocado, tem duelo marcado contra Curtis Blaydes, quinto colocado, para 9 de junho. Com Werdum na terceira colocação, o único atleta que poderia “furar a fila” é o ex-campeão Cain Velásquez, que está na quarta posição. Contudo, o atleta não luta desde 2016 e convive com lesões que atrasam seu retorno ao esporte.

Resta ao gaúcho mostrar todo potencial que já apresentou em outras oportunidades e garantir a vitória para se credenciar ao título. Depois disso, a decisão estará nas mãos de Dana White e companhia, mas eles terão um bom motivo para dar mais uma chance ao ex-campeão.

]]>
0
Marta acompanha vitória de Jéssica no UFC e dá camisa da seleção à lutadora http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/02/25/marta-acompanha-vitoria-de-jessica-no-ufc-e-da-camisa-da-selecao-a-lutadora/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/02/25/marta-acompanha-vitoria-de-jessica-no-ufc-e-da-camisa-da-selecao-a-lutadora/#respond Sun, 25 Feb 2018 11:37:28 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21361

Jéssica Andrade e Marta se conheceram há três dias, mas não se desgrudam mais. Depois de a primeira vencer Tecia Torres, na segunda luta mais importante do UFC Orlando, a jogadora de futebol marcou presença na festa de comemoração.

Em seu Instagram, Jéssica compartilhou dois momentos em que Marta aparece. No primeiro, a jogadora se mostra impressionada com o show de quedas que Jéssica aplicou em Tecia. No segundo, Marta brinda à vitória da brasileira junto com integrantes da PRVT, academia de Jéssica.

Marta também compartilhou nas redes sociais momentos do evento do UFC. Sentada bem próxima ao octógono, a jogadora foi a responsável por jogar uma camisa da seleção brasileira para Jéssica, que comemorava sobre a grade do cage.

]]>
0
Lutador do UFC será ring boy em evento de MMA feminino http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/02/19/lutador-do-ufc-sera-ring-boy-em-evento-de-mma-feminino/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/02/19/lutador-do-ufc-sera-ring-boy-em-evento-de-mma-feminino/#respond Mon, 19 Feb 2018 21:38:45 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21355

O próximo empreendimento do lutador Elias Theodorou provavelmente não é uma novidade, visto que ele se refere a ele mesmo como “The Mane Event”.

O peso médio do UFC anunciou nesta segunda-feira, 19, que foi convidado para atuar como “ring boy” durante o Invicta FC 28, que acontecerá no Union Event Center, em Salt Lake City, no dia 24 de março.

“As artes marciais mistas sempre estiveram na vanguarda da igualdade de gênero de muitas maneiras diferentes”, disse Theodorou. “Você pode ver isso no que diz respeito às mulheres que estão no topo dos pay-per-views e vendendo milhões e, agora, também serei o primeiro ‘ring boy’”.

Felizmente, Theodorou não ficará completamente despreparado para estrear como ‘ring boy’. No início desse mês, o canadense de 29 anos estreou seu pequeno show em Montreal, um evento que foi gravado e irá ao ar em seu canal no YouTube, com será lançado em breve.

Em seu próximo show, será transmitido ao vivo para uma audiência muito maior no serviço Fight Pass do UFC.

Theodorou não é estranho para aproveitar outras oportunidades fora do octógono. Ele tem um acordo de patrocínio com a marca Pert e ele e sua namorada, Max Altamura, foram concorrentes na versão canadense de The Amazing Race, em 2015.

Em sua luta mais recente, Theodorou derrotou Dan Kelly pela decisão unânime de melhorar seu registro do UFC para 6-2

 

LEIA TAMBÉM:

]]>
0
Evento de MMA na Polônia tem nocaute em apenas 4 segundos; veja http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/02/17/evento-de-mma-na-polonia-tem-nocaute-em-apenas-4-segundos-veja/ http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/2018/02/17/evento-de-mma-na-polonia-tem-nocaute-em-apenas-4-segundos-veja/#respond Sat, 17 Feb 2018 21:06:05 +0000 http://nagradedomma.blogosfera.uol.com.br/?p=21352

Um evento de MMA na Polônia teve um dos nocautes mais rápidos da história neste sábado (17). Durante o Dragon Fight Fight (DFN), o anfitrião Bogdan Bulecki precisou de apenas 4 segundos para vencer o tcheco Michal Kirsch.

Após a autorização do árbitro, Kirsch saiu correndo para acertar um chute frontal, e Bulecki aproveitou a guarda aberta do rival e mandou um cruzado de direita certeiro no queixo do tcheco, que caiu no chão desmaiado.

O golpe foi mais forte do que o imaginado. Minutos depois do nocaute, Kirsch seguiu deitado no octógono, recebendo atendimento médico, enquanto o vencedor esperava para sua mão ser levantada.

]]>
0