Na Grade do MMA

UFC 143: Condit vence Diaz e é campeão; Brasil tem noite 100% e Werdum brinca

Jorge Corrêa

05/02/2012 03h56

Os meio-médios do UFC têm novamente um campeão na ativa. Com a lesão de Georges St-Pierre, Carlos Condit se tornou o dono do cinturão interino da categoria ao vencer Nick Diaz em uma luta parelha, mas que conseguiu levar em decisão unânime dos juízes. Já o Brasil teve grande noite no UFC 143 com três vitórias, incluindo a de Fabrício Werdum sobre Roy Nelson, em que ele foi tão dominante que até brincou durante o combate.

>> Rafael Sapo leva susto, mas vence holandês por pontos no card preliminar
>> Dana White confirma que Anderson aceitou enfrentar Sonnen em São Paulo em junho
>> Siga o blog no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

O campeão – Condit começou buscando mais a luta, alternando socos e chutes, mas Diaz mantinha-se calmo. Quando começou a provocar o rival, Nick também passou a levar vantagem. Apesar da trocação aberta e da marra do Nick Diaz, o combate não empolgava. Os lutadores pareciam se respeitar muito e os golpes não saiam tão potentes.

O confronto acabou sendo muito enrolado entre os dois. Se Diaz começou melhor, Condit aproveitou seu bom preparo físico e foi crescendo durante a luta. Com isso, foi dominando o rival a partir da metade do terceiro round, conseguindo a vitória por pontos e o cinturão interino.

Werdum brinca e bate fácil Roy Nelson

De cara, Werdum aproveitou a vantagem que tinha, a maior envergadura. Deu chutes altos, levou Nelson para o chão, mas brilhou mesmo com as joelhadas no clinch de muay-thai. Acertou várias, fazendo o norte-americano sangrar muito. O brasileiro ainda levou um duro cruzado, mas conseguiu se recuperar logo.

Com a luta controlada, acertando golpe atrás de golpe, Fabrício começou a se arriscar um pouco, brincando com Nelson. Baixou a guarda, sorriu muito, ficava apontando para baixo para tentar distrair o rival. Nada que o ajudasse. Mesmo assim, conseguiu uma boa vitória, que só não veio por nocaute porque Roy Nelson tem o queixo mais duro do UFC.

Renan Barão vence e pede cinturão

O faixa-preta de jiu-jitsu Renan Barão não quis saber de ir para baixo no começo da luta, partiu para a trocação com Scott Jorgensen e conseguiu bons golpes em chutes altos e chutes rodados, além de seus jabs incomodarem o rival. O período seguinte até teve um pouco de chão, com o brasileiro por cima, mas a tônica foi a mesma.

Apesar da luta parelha e de nenhum grande golpe entrando em cheio, Barão controlou o combate em todo o tempo. Ele acertou um número maior de golpes e, de forma inteligente, conseguiu garantir a vitória por pontos, em decisão unânime dos juízes. Ainda no octógono, o peso galo foi enfático: “Dana White, eu quero o cinturão!”

E nas outras duas lutas do card principal

* Em uma luta morna, sem muitas variações ou golpes que chamassem atenção, Josh Koscheck conseguiu se impor, mas não muito. Deu muitos jabs, conseguiu uma ou outra queda e acertou alguns cruzados pouco potentes. Foi o suficiente para vencer Mike Pierce por pontos, em decisão dividida dos juízes.

* Mesmo tendo levado duros diretos no primeiro round, Ed Herman conseguiu absorver bem os golpes e aproveitou sua experiência. Partiu para cima de cara no round seguinte, colocou Clifford Starks para baixo e não teve problemas para encaixar um mata-leão.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Topo