Topo
Na Grade do MMA

Na Grade do MMA

Baú do Vale-Tudo - Quando gigantes [muito] pesados viraram brinquedo para os pequenos

Jorge Corrêa

10/03/2012 10h40

Com uma pausa de 40 dias de grandes eventos de MMA, o Baú do Vale-Tudo vai aproveitar os próximos fins de semana para mostrar algumas das lutas mais impressionantes que formaram o esporte. Nessa coluna, vou mostrar dois casos emblemáticos de quando gigantes pesados, mas MUITO pesados, acabaram virando presas fáceis nas mãos de seus adversários bem menos e bem mais leves, algo impensável de acontecer nos dias de hoje.

>> Siga o no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

A primeira luta aconteceu em setembro de1994, na terceira edição do UFC, quando ele ainda era disputado na forma de torneio em uma única noite, sem regras, sem luvas e sem divisões de peso. O pequeno Keith Hackney tinha pela frente o gigantesco Emmanuel Yarborough. Essa luta foi pancadaria pura. Hackney bateu tanto na cabeça de Yarborough que acabou ficando de fora da continuação do torneio por ter quebrado a mão.

 

Agora, esse segundo vídeo é com uma das maiores lendas da história do vale-tudo. Royce Gracie já tinha toda a fama trazida das primeiras edições do UFC e estava se aventurando pelo Japão, em uma das edições do torneio K-1 em dezembro de 2004. O rival era o lutador de sumô Akebono Tarō. Agora, foi o jiu-jitsu – como não poderia ser diferente – a principal arma. Veja abaixo a chave de braço incrível conseguida pelo brasileiro.

 

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com