PUBLICIDADE
Topo

Na Grade do MMA

McGregor chega a NY por feito histórico e para virar "dono" do UFC de vez

Jorge Corrêa

07/11/2016 06h01

UFC featherweight champion Conor McGregor speaks during a news conference for UFC 205, Tuesday, Sept. 27, 2016, in New York. McGregor will challenge lightweight champion Eddie Alvarez for the lightweight belt on Nov. 12 in what will be the first UFC card to be held in New York after the state legislature legalized the sport earlier this year. (AP Photo/Julie Jacobson) ORG XMIT: NYJJ104

FOTO: AP Photo/Julie Jacobson

Acabou a maior espera que o UFC e seus fãs já tiveram em mais de duas décadas anos de história. O evento finalmente chega a Nova York, após anos de lobby para o MMA ser liberado no estado norte-americano. Neste sábado, o lendário ginásio do Madison Square Garden recebe um dos maiores cards do Ultimate nos últimos tempos. E é claro que o maior nome do evento não poderia ficar fora dessa festa.

Depois de finalmente se vingar da derrota para Nate Diaz, em uma dura revanche no UFC 202 em agosto, Conor McGregor tentará um feito inédito na franquia. Ele pode ser o primeiro lutador a deter dois cinturões de duas categorias diferentes ao mesmo tempo. BJ Penn já tentou isso em 2009, quando poderia ser campeão peso leve e peso meio-médio, mas acabou derrotado por Georges St-Pierre.

Dana White já disse que se o irlandês vencer o atual campeão dos leves, Eddie Alvarez, na luta principal do UFC 205, ele terá de escolher se vai ficar com esse ou com o cinturão dos penas. Ou seja, esse feito ficará apenas na história, duraria pouco tempo. Mas o falastrão já deixou claro que não tem o interesse em abrir mão de nenhum dos dois títulos.

"Vagar? Eu não sei, vamos ver isso. Por que não defender ambos? Eu luto toda semana. Eu acabei de lutar semana passada. Então, posso defender ambos. Eu vou lá e farei o show. Aí a gente parte de lá. Todos estão sempre olhando muito a frente, falando sobre vagar o cinturão ou falando de Vegas. Vamos curtir o momento agora porque demorou muito para chegar aqui. Tanto para o UFC chegar a Nova York e agora estamos aqui. Estamos aqui com um potencial campeão com dois cinturões. Uma superluta, campeão contra campeão, primeira vez que um campeão subiu. Todos são momentos históricos."

Mas mais que ser dono de dois cinturões ao mesmo tempo, nem que seja por alguns momentos, Conor McGregor vai se tornar ainda mais "dono" do UFC. Ele pode não ser sócio dos novos mandatários do Ultimate, mas vai ganhar tanto dinheiro com uma possível vitória e terá tanto poder nos bastidores, que será como se ele comandasse boa parte da franquia.

José Aldo já falou que não quer ser empregado do irlandês e por isso até falou em se aposentar do MMA – claro que já voltou atrás. Mas isso mostra bem o cenário que se aproxima em caso de vitória de Conor. Ele vai poder escolher quem enfrentar, quando, onde, a categoria…. Provavelmente até seu salário será pensado pelo próprio.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com

Blog Na Grade do MMA