Blog Na Grade do MMA

Velocidade e preparação física: as chaves de Belfort contra Weidman
Comentários 12

Jorge Corrêa

Não vamos mais falar sobre Vitor Belfort estar “menor'' depois de parar com o polêmico tratamento de reposição de testosterona (TRT). Superamos essa fase. Agora, o foco é a preparação do brasileiro para a disputa do cinturão dos médios, em 6 de dezembro, no UFC 181, contra Chris Weidman.

  • 33864
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2014/08/07/quem-vencera-a-disputa-do-cinturao-dos-medios-no-ufc-181.js

O pessoal do site oficial do UFC foi até Boca Raton, nos Estados Unidos, para mostrar para está o treinamento do veterano para a disputa. Ainda não tem muito sparring ou simulação de combate, pois faltam quase quatro meses para a luta. Mas uma coisa ficou clara: ele vai trabalhar sua velocidade e sua preparação física.

Essa é uma característica clássica de Vitor, mas fica claro que, com a mudança de porte físico em relação ao que ele estava apresentando no ano passado, ele será crucial nesse combate. Aguardemos mais cenas dessa preparação!

Vitor Belfort

Vitor Belfort

[tagalbum id="18119"]


A assombrosa diferença física entre Cung Le e Michael Bisping
Comentários 29

Jorge Corrêa

Sim, Cung Le e Michael Bisping lutam na mesma categoria no UFC

O UFC terá terá sábado uma rodada dupla, o que está virando rotina nesta temporada. Graças à diferença de fuso horário entre as sedes, a franquia terá dois eventos neste sábado. No horário do Brasil, o primeiro evento começará logo cedo, às 7h30, sendo realizado em Macau, na China. Já o segundo terá início às 19h30, em Tulsa, nos Estados Unidos.

A impressionante foto acima é da luta principal do primeiro evento. O veteraníssimo Cung Le e o falastrão Michael Bisping se enfrentam entre os pesos médios. Os dois tiveram mais ou menos a mesma ideia e postaram “selfies'' para mostrar que estão prontos para o combate.

O que chama a atenção é a diferença de porte físico entre os dois atletas. Mas há uma explicação – e juro que não é doping, nesse tempo de tantos flagrantes. Os dois terão de bater os 84kg da categoria, mas o vietnamita de 42 anos de 1,78m de altura. Já o inglês de 35 anos tem 10cm a mais, com 1,88m de altura.

Agora, é ver se essa disparidade fará a diferença no combate. O que deve ser a principal arma será a força de Cung Le ou a envergadura de Michael Bisping.

Sangue, suor e… 'porrada'

Sangue, suor e… 'porrada'

[tagalbum id="51086"]


Lutador-candidato quer ser lutador-deputado
Comentários 5

Jorge Corrêa

Thiago Tavares comemora sua vitória no UFC Rio 1

Com uma das mais longas carreiras de brasileiros dentro do UFC, onde luta desde 2007 e já tem 14 combates, o catarinense Thiago Tavares faz neste sábado sua estreia peso pena (até 66kg), depois de toda sua carreira como peso leve (70kg), contra Robbie Peralta. Mas essa não é a única mudança que ele busca em sua vida.

Com um extenso currículo com projetos sociais em Santa Catarina, ele também é candidato a deputado estadual nas eleições deste ano. Mas ele já avisa quem acha que, se eleito, ele se afastará dos octógonos: fará jornada dupla. O lutador-candidato quer se tornar o primeiro lutador-deputado do UFC.

Como foi esse começo de campanha com você em reta final de preparação? A maioria dos candidatos começaram a campanha antes. Tentei segurar o máximo possível, fiz toda minha preparação antes e, na última semana, antes de vir para os Estados Unidos, tive de pôr a campanha na rua, não tinha mais como segurar. Mas o trabalho de preparação foi todo feito antes. Sempre fiz jornada dupla, sempre trabalhei muito. Então foi normal.

Se for eleito, pretende se afasta do MMA ou vai ser lutador e deputado ao mesmo tempo? Vou continuar com os dois. Se eu for eleito, vou ter uma equipe multidisciplinar para isso, continuo como lutador normalmente. Tenho mas 5 ou 6 lutas de contrato e vou cumpri-las. Normalmente treino 4 horas por dia, dá tempo de trabalhar no gabinete sem problemas. Tenho vários projetos sociais em que trabalho todos os dias. Não teria como mudar minha vida.

Como foi pela primeira vez bater os 66kg da nova categoria? Eu fazia os 70kg dos leves tranquilo, com facilidade. Agora é que estou sabendo o que é cortar peso. Mas com meus treinadores, não tive problema. Mas claro que bateu um medo em alguns momentos. Tinha um pouco de ansiedade, saber se ia acordar mais leve. Deu tudo certo no final. Sempre bati o peso em todas as minhas lutas.

Onde você acha que vai ficar melhor para você como pena?  Não vai mudar muito. Meu jiu-jítsu já era e vai continuar sendo meu diferencial. Todo mundo tem o lugar onde se sente mais confortável. Esse é o meu. Tenho certeza que meu rival sabe disso e vai tentar evitar ir para o chão comigo.


Dedé abre o jogo sobre derrota de Barão
Comentários 21

Jorge Corrêa

Renan Barão

Renan Barão

[tagalbum id="56024"]


Não dá para negar que foi absolutamente surpreendente a derrota de Renan Barão para TJ Dillashaw, quando ele perdeu o cinturão dos galos em maio passado. A surpresa não foi apenas pelo resultado, mas pela maneira com que o brasileiro foi dominado. Mas agora, ele terá a chance de retomar o título no UFC 177, em 30 de agosto.

Barão já falou que não estava 100% naquele combate, mas sem entrar em muitos detalhes. Então conversei com seu técnico e mentor Dedé Pederneiras sobre os motivos dessa atuação tão fraca. Ele não teve meias palavras: Renan não estava bem fisicamente, não estava completamente motivado e ainda subestimou o rival. Veja a conversa.

O que o Renan quis dizer quando falou que não estava 100% na primeira luta? O que aconteceu é que às vezes, quando você acaba de fazer uma luta, nem sempre consegue se recuperar rapidamente para iniciar um treinamento. Ele não conseguiu fazer isso no último camp. O tempo foi curto entre uma luta e outra, teve algumas pequenas lesões. Não que ele tenha deixado de treinar, mas não respondeu bem à recuperação, não conseguiu chegar na luta no ápice. Era uma questão física, não mental.

  • 34133
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2014/08/15/quem-vencera-a-disputa-do-cinturao-dos-galos-no-ufc-177.js

Mas então por que vocês aceitaram essa luta também em tão pouco tempo? Vimos que essa era nossa melhor oportunidade. O UFC está em tão alto nível que se deixamos passar uma chance de lutar pelo cinturão, ela pode nunca mais acontecer de novo. Vai que decidamos esperar, fazer outra luta. Vem um cara duro, tem a chance de perder e nunca mais vamos ver esse título. Optamos por aceitar essa luta agora por causa disso.

E dessa vez ele conseguiu fazer bem essa recuperação que você falou? Conseguiu, sim. Foi bem melhor dessa vez. Além disso, ele está com uma motivação muito maior. Esse é um lado que não podemos ignorar. Da outra vez parecia que ele não estava completamente ali, era para ser outro o rival, era para ser o Raphael [Assumpção]. Lá a motivação não estava tão grande. Agora está gigante e não podemos ignorar isso.

Então vocês subestimaram o TJ? Não podemos desmerecer o que aconteceu. TJ veio muito preparado, estudou muito o Barão, suas lutas, suas técnicas. Essa é a grande verdade. Além de o Renan não estar em seu melhor dia, ele estava muito bem. Mas agora temos a chance de reverter isso. Não podemos esquecer o que aconteceu, mas agora já é meio caminho andado aquela luta. Sabemos as qualidades do TJ.

E o que vai mudar para essa segunda luta? A ideia é vir com uma estratégia completamente nova. Vamos deixá-lo confuso logo no começo. É tudo que eu posso falar.

E o José Aldo, como está? Já começou a preparação para a luta contra o Chad Mendes no UFC Rio 5 (em outubro)? Ele está fazendo muita fisioterapia e preparação física. Ainda não está 100% recuperado, mas até o final de agosto estará. É quando vamos começar a preparação de verdade. O bom é que não vai ter o desgaste da viagem, mudar alimentação. Ele lutou 80% das vezes fora do Brasil, mas não podemos descartar essa pequena vantagem.


Anderson Silva mostra que está treinando FORTE para volta ao UFC
Comentários 28

Jorge Corrêa

Duas semanas depois de ter confirmada sua volta ao UFC contra Nick Diaz em 31 de janeiro, Anderson Silva quer deixar claro que está 100% recuperado da grave lesão que sofreu no final do ano passado contra Chris Weidman.

A fratura na perna ficou no passado. É exatamente isso que mostra o vídeo divulgado por sua equipe. Um clipe muito bem montado mostra que o ex-campeão dos médios já está treinando muito forte para sua volta. É possível ver ele fazendo sparring – simulação de luta – bem forte.

As imagens mostram ele treinando em suas duas equipes no Rio de Janeiro, a matriz da Team Nogueira e a X Gym. Podemos esperar um Spider em plena forma no UFC 183, marcado para Las Vegas.

Anderson Silva
Anderson Silva

[tagalbum id="19044"]


Gustafsson se revolta após UFC remarcar Jones x Cormier
Comentários 4

Jorge Corrêa


Milhares de fãs de MMA de todo o mundo ficaram bem chateados na última terça-feira quando o UFC anunciou que Jon Jones tinha se machucado e sua luta contra Cormier foi adiada para 3 de janeiro. Ainda mais depois de todas as brigas e confusões que os dois protagonizaram na semana passada.

  • 30245
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2014/05/28/quem-jon-jones-deve-enfrentar-no-ufc.js

Mas uma pessoa ficou ainda mais bravo. Na verdade, bem p**o: o sueco Alexander Gustafsson. Ele se revoltou ao ver que o Ultimate tinha adiado a luta entre os dois e não lhe devolvido a chance de fazer a revanche contra o campeão pelo cinturão dos meio-pesados do Ultimate.

“Acabar de ouvir as notícias de que Jones está machucado e a luta [contra o Cormier] foi remarcada para 3 de janeiro??? Até lá, eu estarei mais do que pronto, essa era a MINHA luta no começo e eu QUERO a luta como o número 1 da categoria. Fim de história”, disse Gustafsson em sua página no Facebook.

Originalmente, a defesa de cinturão de Jones no final de setembro era contra o sueco, depois da batalha de cinco rounds que fizeram no ano passado, mas Alexander acabou de lesionando. Foi então que entrou Cormier nessa vaga, só que o número 1 do ranking da categoria quer sua posição de volta.

“Aparentemente o UFC acredita que agir feito palhaços em uma conferência de imprensa vai ajudar a divulgar uma luta mais do que já ter feito o combate do século. Isso é ridículo”, completou, agora no Instagram.


Melhor amiga era apontada como “nova Ronda Rosey”. Foi nocauteada em 37s
Comentários 9

Jorge Corrêa

Por essa o mundo do MMA feminino não esperava. Melhor amiga de Ronda Rousey, colega de quarto e de balada da campeã do UFC e também vinda do judô, Marina Shafir era apontada como sucessora da estrela do UFC. O caminho estava todo traçado, até que veio a luta do último fim de semana.

Vindo de uma carreira invicta de cinco lutas no MMA amador e uma profissional – todas no primeiro round e por finalização – a lutadora de 26 anos acabou surpreendida por Amanda Bell no LOP – Chaos at the Casino 5, evento que aconteceu no domingo passado na Califórnia.

Como pode ser visto no vídeo acima, Marina acabou nocauteada com apenas 37 segundos de combate. No trecho, podemos ver que ela tomou um cruzado, bambeou, caiu e levantou. Em pé novamente, levou uma sequência até vi o nocaute no chão. Ainda tomou alguns golpes de graça.


Imagine a superluta Jon Jones x Chris Weidman. Um deles já aceitou
Comentários 15

Jorge Corrêa

Chris Weidman

Chris Weidman

[tagalbum id="71615"]


“Cara, acho que isso seria incrível. Eu absolutamente poderia aceitar a oportunidade de fazer uma superluta contra o Chris Weidman. Eu o respeito muito como pessoa e como campeão. Acredito que essa luta poderia vender muito, com certeza.”

  • 33876
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2014/08/11/quem-venceria-essa-superluta.js

Com Anderson Silva e Georges St-Pierre longe dos holofotes, novos personagens começam a pipocar na eterna novela das superlutas do UFC. Quem levantou a bola agora foi o próprio campeão dos meio-pesados Jon Jones, em entrevista ao site norte-americnao Sherdog.

Quando questionado sobre a possibilidade de enfrentar o campeão dos médios em um futuro evento em Nova York no mítico ginásio do Madson Square Garden – outro sonho eterno do Ultimate – ele mostrou uma empolgação além da conta com a ideia.

Mas agora, seu foco é a defesa de cinturão contra Daniel Cormier. Esse é o foco dele e todos os fãs de MMA depois das brigas e confusões que os dois protagonizaram na última semana.


Tem um lutador dizendo que seria melhor que Gerard Butler em “300”. Será?
Comentários 5

UOL Esporte

Por Maurício Dehò

O filme “300” fez fama com seu lançamento em 2007, pelo jeitão testosterona de ser, principalmente com o personagem principal, Leonidas, comandando as cenas de ação. O protagonista é vivido por Gerard Butler. Mas tem um lutador do UFC que ficou doido da vida de não ter tido a oportunidade de fazer o papel. Até porque não há dia em que não o comparem com Butler/Leonidas na película.SADASDASDA

Estamos falando aqui de Andrei Arlovski. Vai dizer que você nunca viu que ele tem essa cara de “This is Spaaartaaa” (Isso aqui é Esparta, no bom português)?

Em um papo esta semana, na passagem do ex-campeão dos pesados pelo Brasil para promover a luta de 13 de setembro contra Pezão, pude questionar Arlovski sobre sua semelhança com Butler neste papel em específico. O curioso é que o bielorusso já deu uma de ator, e diz que faria “300” tranquilamente.

“Eu acho que poderia fazer melhor que ele, neste papel em específico. 300, Sparta, gladiadores, eu acho que me daria bem”, disse o sempre sisudo Arlovski, deixando no ar o quão sério estava falando. “Claro que ele fez um grande trabalho. Mas eu gostaria de tentar algo deste nível, é muito legal.”

O peso pesado estreou nas telas em 2006, no filme “8 of Diamonds”. Três anos depois, esteve com Van Damme em “Soldado Universal: Regeneração” como vilão e em seguida na sequência, “Soldado Universal 4”. Agora, no entanto, não quer pensar nisso.

A volta ao UFC está dando trabalho – vide a reestreia contra Brendan Schaub, em que venceu por pontos uma luta ruim de doer e de resultado contestável.

“(Ser ator) não é uma carreira, já fiz alguns filmes e foi bem legal, mas é uma coisa que deu uma esfriada agora. Eu estou focado no MMA, definitivamente, mas tiver algum convite e eu tiver tempo livre entre treinos e lutas, adoraria fazer. Mas não agora, estou escolhendo o mais importante. E hoje é o MMA”, explicou o lutador.

Mas e aí, será que ele teria o necessário para ser Leônidas no cinema? Sei não…

UFC Brasília

UFC Brasília

[tagalbum id="75096"]


Vídeo vazado mostra nova briga entre Jones e Cormier antes de entrevista
Comentários 22

Jorge Corrêa

Essa semana que termina nesta sábado será para sempre lembrada na história do UFC depois da bizarra briga entre Jon Jones e Daniel Cormier. Não vou mais entrar no mérito do vexame da altercação ou o quanto isso vai ser bom para vender o evento. Mas preciso mostrar um outro ato de toda essa confusão.

  • 33859
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2014/08/06/quem-vencera-a-disputa-do-cinturao-dos-meio-pesados-no-ufc-178.js

Depois da briga no lobby do hotel MGM Grand Garden, em Las Vegas, os dois tinham uma entrada ao vivo no canal de TV ESPN. Depois do ocorrido, acharam melhor separar os dois. O que vimos no ar foram mais uma série de troca de ofensas, mas todas publicáveis. Mas não sabíamos o que tinha acontecido antes.

Enquanto eles esperavam para entrar ao vivo, simplesmente começaram a se ofender e se xingar de maneira bem séria, como pode ser visto no vídeo acima. (legendado!!).

Claro que tudo isso está ajudando muito na promoção do UFC 178, que acontecerá em 27 de setembro, em Las Vegas. Mas se não é o maior – e melhor – teatro para alavancar um evento, essa rivalidade tem tudo termos uma das melhores disputas de cinturão da história do Ultimate.

Jon Jones

Jon Jones