Blog Na Grade do MMA

Demian Maia assume culpa por mudança de estratégia em derrota, mas diz não se arrepender

Jorge Corrêa

Recuperando-se de uma cirurgia na mão depois de quebrá-la em seu último combate, Demian Maia ainda não conseguiu superar sua derrota para Chris Weidman, no final de janeiro, no UFC on Fox 2. Doeu demais para ele, principalmente pela maneira que tudo aconteceu.

>> Siga o no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

“Eu mudei a estratégia, eu mudei muito e a responsabilidade pelo o que aconteceu foi minha”, resumiu o lutador paulista, que conversou com o blog na última semana.

Não foram poucas as críticas por conta do resultado. Não que ele não pudesse perder, isso faz parte do esporte. Mas a maneira que aconteceu foi estranha. Em nenhum momento tentou usar seu famoso jiu-jitsu, apostou apenas na trocação e acabou sendo dominado pelo rival.

Agora, depois de analisar bem o combate, ele assume toda a culpa  pelo resultado e explica os motivos para ter feito aquilo. “Eu queria tentar nocautear, tentei até o fim, mas não é a minha praia. Era uma experiência que eu precisava ter, saber se eu conseguiria ou não.”

Mesmo admitindo seu erro no combate contra Chris Weidman, Demian garante que não se arrepende do que fez. “Não posso me arrepende de algo que me propus a fazer. Eu fui e percebi que esse não é o caminho para eu conseguir os resultados. Esportivamente é uma merda perder, mas esse era um erro que eu precisava passar para aprender.”

Como o blog adiantou na última semana, Maia está se preparando para descer de categoria. Depois de 13 combates, com nove vitórias e quatro derrotas, além de uma disputa de cinturão entre os médios, ele deve tentar seu reinício no UFC entre os meio-médios.

Tags : demian maia