Na Grade do MMA

UFC usa nova edição de reality show para levantar bandeira contra homofobia no MMA

Jorge Corrêa

09/03/2012 12h02

Começa nesta sexta-feira a 15ª edição norte-americana do reality show The Ultimate Fighter com novidades. De casa nova após o contrato do evento com a Fox, o programa será exibido nos EUA pelo canal FX e terá suas lutas eliminatórias transmitidas ao vivo, todas as semanas. Mas não foram essas as notícias que mais chamaram atenção para o show nas últimas semanas.

>> Siga o no Twitter: @NaGradedoMMA
>> Leia todas as notícias de lutas no UOL Esporte

Desde que o elenco inicial do TUF 15 foi anunciado, o principal nome ouvido foi o do lutador Dakota Cochrane. O motivo? Seu passado como ator pornô em filmes gays. Com essa polêmica em pauta, o evento aproveitou para levantar uma nova bandeira. Para Dana White, presidente do Ultimate, esse é o momento de acabar com a homofobia no MMA.

Voz e rosto do UFC, Dana foi enfático ao ser questionado sobre o passado de Dakota. “Todos temos um passado e ele não fez nada de ilegal. Quando selecionamos os participantes, fazemos questão de ver se eles não fizeram nada fora da lei. Eu sou uma pessoa muito tolerante com o passado das pessoas. Não me preocupa o que ele fez.”

Mais que isso, uma frase do chefão do Ultimate representa muito bem essa nova imagem que o próprio evento quer passar. “Não sou esse grande cara homofóbico que as pessoas acham que eu sou”, disse Dana White ao site norte-americano MMA Junkie.

“Se tivermos algum gay no nosso elenco, vejo isso como algo bom. Jamais teríamos qualquer tipo de política contra gays. Isso é a parte pessoal de cada um, não me importa. Não sei se teremos outros 15 homofóbicos na casa, mas se tivermos, é algo que teremos de tratar. Se você pensa que é um problema um lutador ser gay, você é um idiota”, completou.

O lutador ainda falou sobre o assunto e teremos de esperar a estreia do programa para saber qual será a extensão da polêmica – mais que isso, ele precisa vencer sua primeira luta para entrar na casa do TUF. Ainda sim, o UFC já deixou muito claro que não irá tolerar qualquer tipo de preconceito, posição de já tem em outras questões, como o racismo.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Topo