Topo
Na Grade do MMA

Na Grade do MMA

Toquinho baixa a 77 kg em teste, é aprovado e festeja recomeço

UOL Esporte

13/07/2013 06h00

Um 'touro', Toquinho exibe seus músculos durante vitória no UFC (Foto: EFE)

Por Maurício Dehò

Rousimar Palhares, o Toquinho, sempre surpreendeu pela força. Cerca de 95 kg de músculos que assustam a qualquer um, mesmo que meça apenas 1,73 m de altura. Um troncudo peso médio, ele fez frente a bons nomes dentro do UFC. Mas, cinco anos após estrear no evento, o mineiro terá a chance de um recomeço. Ele passará a lutar entre os meio-médios. O detalhe é que ele já se testou e já foi aprovado para estrear na nova categoria.

O lutador aproveitou uma pausa mais longa de lutas no UFC para conseguir fazer um projeto estruturado de diminuição de peso. Ele teve tempo, inclusive, de fazer uma vez todo o processo de corte de peso, baixando a 77 kg, limite do meio-médio que é 7 kg mais leve que o do médio.

Este teste foi realizado há duas semanas. Acompanhado de seus técnicos, médicos e do fisiologista Claudio Pavanelli, ele passou por uma semana idêntica à de luta. Com cerca de cinco dias, começou o corte e desidratação. Passou pela pesagem, recuperou o peso e fez um sparring de três rounds de cinco minutos. E a boa notícia: foi aprovado com louvor.

Toquinho admite que temia sofrer muito na batalha contra a balança. “Eu achei que ia ser muito pior, mas até que foi tranquilo”, contou ao blog o mineiro. “Foi bem bacana, fizemos um trabalho muito bom e deu tudo certo. Desci bem, me recuperei e passei bem para o sparring.”

A preparação para esta mudança de categoria é muito mais profunda do que apenas a desidratação na semana de luta. Toquinho cortou os doces e regrou sua alimentação. Também parou de fazer musculação, passando a priorizar outros elementos da preparação física, principalmente por ter pela frente rivais mais velozes no meio-médio.

Tudo isso fez com que ele diminua de 95 kg para 90 kg o seu peso normal fora de situação de luta. Próximo ao combate, começa o trabalho de perder os outros 13 kg para chegar aos 77 kg. E a recuperação deve fazer com que ele retome os cerca de 90 kg – algo expressivo para a categoria e que, na teoria, será uma grande vantagem no octógono.

“Tive de cortar muita coisa da alimentação. Principalmente doces, sorvete, eu comia macarrão de manhã, agora não posso mais”, conta ele. Sobre os músculos, explica: “Eu treinava muito e isso me fazia me alimentar demais. Não fiquei pequeno, mas sequei o percentual de gordura e aí só tenho de desidratar para a pesagem.”

Toquinho comemora a chance de poder permanecer no UFC e ter um novo desafio e um novo cinturão – de Georges St-Pierre – para motivá-lo. “Esta pausa foi a melhor coisa que me aconteceu. Pude me organizar, colocar as coisas no lugar, fazer as mudanças e trabalhar. É um recomeço, graças a Deus, e tem um certo alívio em ver tudo novo. Agora quero é lutar logo, já estou ansioso”, disse Toquinho, que teve outra novidade grande há alguns meses, quando trocou a Brazilian Top Team pela Team Nogueira.

O fisiologista Claudio Pavanelli explicou o trabalho com Toquinho e se mostrou otimista com o resultado alcançado.

“A primeira coisa fundamental é a dedicação. Podemos mudar força e velocidade, mas não vontade. E isso ele tem. O Toquinho sempre teve essa característica de ser muito musculoso, então tivemos de reduzir um pouco o peso. Mas eu não tinha nenhuma dúvida de que bateria o peso, sabíamos que fisiologicamente ele estava dentro do padrão para isso”, afirmou Pavanelli.

Segundo o médico, é fundamental alcançar um equilíbrio entre o quanto um atleta pode perder e quanto ele pode recuperar com qualidade. “Sempre falo que não quero que eles enfrentem um outro rival um dia antes da luta”, explica ele. Outro trabalho foi para incrementar sua velocidade. “A diferença da categoria de baixo é enfrentar rivais com movimentação maior. E ele não teve esse problema.”

Toquinho fez seu último combate em dezembro. Ele foi nocauteado por Hector Lombard e em seguida testou positivo em antidoping, por excesso de testosterona. O brasileiro espero retornar ao octógono em outubro, mas ainda não tem notícias de data ou rival.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com