PUBLICIDADE
Topo

Na Grade do MMA

Como Conor McGregor virou o "dono" do UFC?

UOL Esporte

28/09/2016 06h00

Conor McGregor, o novo

Conor McGregor, o novo "dono" do UFC | Crédito: Steve Marcus/Getty Images)

Por Guilherme Dorini

Conor McGregor provou mais uma vez quem é que manda no UFC. Depois de Dana White declarar que desejava ver a revanche entre o irlandês e José Aldo, o chefão da organização novamente deu o braço a torcer e confirmou o atual campeão dos penas em uma superluta com Eddie Alvarez, dono do cinturão dos leves, no UFC Nova York.

Mas como o UFC, maior organização de artes marciais mistas do mundo, deixou que isso acontecesse? Como McGregor se tornou absoluto? É o que vamos tentar explicar no texto a seguir…

Vamos começar pelo motivo mais "leve". McGregor não tem medo de desafios. O irlandês topa tudo por dinheiro. Assim que nocauteou Aldo, logo embarcou na onda de fazer uma superluta, o que nenhum outro grande campeão do UFC havia aceitado até o momento.

Mirou, e acertou, Rafael dos Anjos, então campeão dos pesos-leves (até 70,3 kg), que logo topou o desafio. A luta só não aconteceu porque o brasileiro fraturou o pé semanas antes do combate.

Com uma semana antes do duelo, Dana ofereceu Nate Diaz, que, por sua vez, pediu que a luta fosse em uma categoria acima, meio-médios (77,1 kg), já que não teria tempo para cortar peso. Conor poderia negar, mas não o fez. Topou, perdeu, pediu a revanche e venceu. Ganhou pontos com o chefão da organização.

Agora vamos ao motivo principal. McGregor ganha dinheiro na mesma proporção que traz dinheiro ao evento. Hoje, ele é a grande estrela do UFC e vende pay-per-view como ninguém.

Seu estilo falastrão, além dos grandes desempenhos dentro do octógono, já lhe renderam o posto de estrela em quatro eventos numerados do UFC, que são os cards que são realizadas vendas de pay-per-view. Dos quatro, só não bateu a marca de um milhão de vendas na luta contra Chad Mendes, que foi montada em cima da hora, já que seu adversário inicial deveria ter sido José Aldo, que se lesionou.

Para se ter noção do feito do irlandês, vamos compará-lo com Anderson Silva, considerado um dos maiores lutadores de todos os tempos. Spider esteve na luta principal de um evento numerado 16 vezes, mas bateu a marca de um milhão de vendas apenas no UFC 168, na revanche contra Chris Weidman, que terminou com uma fratura na perna do brasileiro.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com

Blog Na Grade do MMA