PUBLICIDADE
Topo

Na Grade do MMA

Qual será o próximo passo de McGregor? Possíveis rivais para o “rei” do UFC

Jorge Corrêa

15/11/2016 06h00

Adam Hunger / USA TODAY

Adam Hunger / USA TODAY

Post com o parceiro Fernando Notari

Conor McGregor entrou para a história do MMA no último domingo (13), ao se tornar o primeiro lutador dono de dois títulos do UFC simultaneamente – o dos penas e o dos leves. À parte o que o irlandês já fez, as principais especulações agora dão conta de qual será seu próximo passo na organização. As possibilidades são várias, e separamos aqui as principais.

Não é fácil prever o futuro de McGregor, é certo: a cada nova vitória, a estrela da companhia acumula "força política" no Ultimate para traçar os seus próprios planos. Mas, a não ser que pinte surpresa pela frente, seu próximo rival deverá sair da seguinte lista: José Aldo, Max Holloway, Khabib Numagomedov, Tony Ferguson, Nate Diaz e Tyron Woodley. Veja os porquês.

Christian Petersen/Zuffa LLC/Getty Images

Christian Petersen/Zuffa LLC/Getty Images

JOSÉ ALDO – Entre todos, o brasileiro é o mais provável próximo adversário para Conor McGregor. O UFC, afinal, precisa movimentar o topo da divisão dos penas, da qual Aldo é atual campeão interino. A revanche tem apelo devido à rivalidade entre as partes e é justa – o manauara foi dono do título da categoria desde 2011 até perder para McGregor, em dezembro 2015. Há um porém: José Aldo, irritado com os desmandos do irlandês na organização, anunciou aposentadoria. Precisaria voltar atrás, como já parece estar fazendo.

Darryl Dyck/The Canadian Press via AP

Darryl Dyck/The Canadian Press via AP

ANTHONY PETTIS OU MAX HOLLOWAY – Caso José Aldo abandone o UFC e mesmo assim a franquia entenda ser necessário movimentar o topo dos penas (parado há quase um ano, desde que o McGregor venceu o brasileiro), o próximo adversário do irlandês deverá sair de Max Holloway x Anthony Pettis. Bem ranqueados na categoria, terceiro e sexto, respectivamente, os dois se enfrentarão no dia 10 de dezembro, no UFC 206. Holloway vem de sequência de nove vitórias, e Pettis, com moral por ser ex-campeão peso leve, chegou aos penas com finalização sobre Charles "Do Bronx". Duelo com cara de title eliminator.

AP Photo/Julio Cortez

AP Photo/Julio Cortez

KHABIB NURMAGOMEDOV – Há expectativa sobre o que Conor McGregor fará com os dois cinturões: o UFC lhe permitirá reter ambos ou ele terá de abrir mão de um deles? Se o irlandês mantiver o título dos leves, o russo Khabib Nurmagomedov deverá ser o seu próximo desafiante na divisão – ao menos é o que indica a sequência invicta de 24 lutas profissionais do atleta e a exibição de gala em Nova York, no último domingo, quando bateu Michael Johnson. Mas, sabemos bem, nem tudo no Ultimate é sobre justiça esportiva. Khabib, versado em luta agarrada, significa um péssimo confronto para McGregor, que deverá fazer de tudo para fugir do rival.

Tony Ferguson (à dir) se defende de chute (Mark J. Terrill/AP Photo)

Tony Ferguson (à dir) se defende de chute (Mark J. Terrill/AP Photo)

TONY FERGUSON – E se McGregor conseguir fugir de Nurmagomedov, o único peso leve que sobra com credenciais para disputar o título neste momento é Tony Ferguson. O norte-americano de 35 anos vem de nove vitórias consecutivas, a última contra o ex-campeão da divisão Rafael dos Anjos. No confronto de estilos, significaria um duelo "mais fácil" – entre muitas aspas – para o irlandês tentar manter a "aura de invencibilidade" conquistada.

Steve Marcus/Getty Images

Steve Marcus/Getty Images

NATE DIAZ – Falamos acima do pouco apreço que o UFC confere à justiça esportiva, e uma das opções manda às favas este quesito: a organização pode casar McGregor x Nate Diaz, para fechar a trilogia entre eles. Diaz venceu o primeiro embate e o irlandês, o segundo – ambos no peso meio-médio. Um próximo combate da dupla deverá ser nos leves, como os próprios protagonistas já adiantaram, e pode rolar valendo o cinturão da divisão. Não que o norte-americano mereça disputar o título da categoria. Mas seria, certamente, o duelo que renderia mais dinheiro aos envolvidos – tanto para os atletas quanto para a franquia.

Michael Reaves / Getty Images

Michael Reaves / Getty Images

TYRON WOODLEY – Campeão peso pena e peso leve, McGregor pode tentar um passo além e buscar o título meio-médio. Ele já abriu essa possibilidade, e o atual campeão da divisão, Tyron Woodley, já respondeu que aceitaria o combate. Nos bastidores do UFC 205, aliás, os dois estranharam, o que esquenta o clima para um desafio. O irlandês, contudo, teria de esperar muito por essa luta, uma vez que Woodley fará revanche contra Stephen Thompson, com quem empatou em Nova York. E o brasileiro Demian Maia está bem posicionado na fila para chegar ao cinturão. Mais do que isso: Tyron tem potência e força jamais enfrentadas por Conor. Seria um duelo complicado para a estrela da companhia.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com

Blog Na Grade do MMA