Na Grade do MMA

Mesmo com surra, McGregor sai maior que entrou. Mas precisa voltar ao UFC

Jorge Corrêa

28/08/2017 04h01


Provavelmente nem a família e os amigos mais próximos de Conor McGregor acreditavam que ele tinha alguma chance real de vitória contra Floyd Mayweather, na luta de boxe do último sábado em Las Vegas. Mas mesmo tendo tomado uma verdadeira surra do americano depois do terceiro round, o irlandês sai ainda maior que do que entrou no ringue.

Tirando os hater mais ácidos de plantão, a imensa maioria das pessoas do meio dos dois esportes envolvidos, boxe e MMA, saíram em defesa de Conor depois do combate. Havia uma expectativa de que ele caísse em poucos rounds ou que mal encostasse a mão em Floyd, que fazia sai 50ª e última luta de uma carreira que o colocou entre os melhores de todos os tempos no pugilismo.

Não só isso não aconteceu, como McGregor conseguiu colocar Mayweather em situações de risco, principalmente no início do combate. Por mais que tenha sido uma estratégia do americano deixar o adversário se cansar no começo, o irlandês acertou bons golpes. Um upper no primeiro round até balançou Floyd.

Tudo bem que o vencedor claramente não estava no melhor de sua forma, após dois anos sem fazer uma luta profissional e tendo feito um treinamento mais “light” para essa luta, como admitiu depois, outro número mostra o quão impressionante foi a apresentação de Conor. Em uma luta que durou 12 rounds, Manny Pacquiao, em 2015, acertou cerca de 80 golpes em Floyd. Na noite do último sábado, McGregor o atingiu mais de 120 vezes.

“Estou realmente impressionado com o boxe apresentado. Minha ideia era vencer em 6 ou 7 rounds, mas ele apresentou alguns ângulos, algumas situações que não deixaram isso acontecer”, disse o próprio Mayweather. Eu promotor, Leonard Ellerbe, seguiu dizendo que o irlandês, se quiser, “pode ter uma boa carreira dentro do boxe, só começou contra o melhor de todos”.

O sentimento geral que ficou é que McGregor não fez feio, longe disso. Durou muito tempo contra um boxeador experiente e incrível. Mais que isso, aceitou um desafio que claramente estava acima de suas capacidades técnicas. Muitos vão dizer que foi apenas por conta do dinheiro, mas ele correu sério risco de acabar com uma imagem que ele levou anos para construir no UFC.

McGregor não deixou o ringue apenas muito (muito mesmo) rico, mas com opções para fazer o que quiser com sua carreira daqui para frente, desde continuar no boxe ganhando muito dinheiro, até mesmo barganhar a luta que quiser fazer e pelo salário que quiser no Ultimate.

Mas se quiser continuar grande deste jeito, Conor precisa voltar para o UFC, e logo. Ficou claro que lá é o seu lugar, lá é onde ele pode fazer a manutenção de sua imagem. Mais que isso, é onde ele realmente sabe lutar. Ficou claro que no boxe o buraco é mais embaixo. Para continuar no pugilismo, ele teria de dar muitos passos atrás e pegar caras bem menos gabaritados.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Na Grade do MMA
Topo