Topo
Na Grade do MMA

Na Grade do MMA

É o fim de McGregor no UFC. Ou pelo menos deveria ser

Jorge Corrêa

06/04/2018 11h38

Foi a coisa mais nojenta que já aconteceu na história do UFC

Dessa maneira que Dana White definiu o ataque de Conor McGregor a um ônibus cheio de lutadores e suas equipes na última quinta-feira, em Nova York. O irlandês, escoltado pelo o que o presidente do Ultimate chamou de "gangue", arremessou um carrinho de mão em uma das janelas do veículo. Resultado: dois atletas machucados e três lutas a menos no UFC 223, que acontece neste domingo.

LEIA TAMBÉM:
– McGregor deixa delegacia algemado e é acusado de um crime e três delitos

Mesmo sendo conhecido por atitudes pouco polidas em toda sua passagem pelo UFC, McGregor nunca tinha ido tão longe. O pior que ele tinha feito eram ofensas, algumas de cunho bem pessoal. Mas agressão física – ainda mais com essa gravidade – é um limite que deve colocar fim à passagem do irlandês pelo maior evento de MMA do mundo.

Tudo bem que Dana White é bem volúvel em suas decisões supostamente definitivas, mas nunca vimos ele ser tão enfático em críticas quanto foi ao ex-campeão dos penas e dos leves.

"Esta foi uma decisão muito ruim para a carreira dele. Ainda nem falei com minha equipe, e obviamente estamos enojados por ele agora. Completamente enojados. Não sei o que faremos. (…) Neste momento, não quero fazer nada com Conor. Você gostaria de fazer negócios com McGregor agora? Você quer ficar correndo atrás dele por entrevistas e comprar suas lutas? Quer? Não. Acho que ninguém vai querer nada com Conor McGregor neste momento, todo mundo vai estar enojado com ele", explicou Dana White.

Vendo a revolta do presidente do UFC, fica difícil imaginar uma situação em que Conor McGregor volte a lutar pelo evento. Seria total falta de pulso da direção da entidade, seria uma carta branca para que ele pudesse fazer qualquer coisa sob os domínios do UFC. Sim, ele já tinha muita liberdade, mas finalmente encontrou um limite de até onde pode ir.

Por mais que ele seja a principal estrela da companhia nos últimos anos, o UFC costuma ser bem rigoroso com quem exagera e não imaginamos que possa ser diferente dessa vez. Mas uma coisa é certa: se McGregor voltar ao octógono, será a total falência da moral evento.

Como estava a situação de Conor no UFC

Depois de fazer sua aguardada luta de boxe contra Floyd Mayweather em agosto do ano passado,  o irlandês não tinha nenhuma previsão de voltar a lutar no UFC. Até que Dana White disse nos últimos dias que ele deveria voltar no final do ano. Era intenção da entidade e do lutador.

Mas um fato enfureceu o irlandês. Ele teve seu cinturão dos leves retirado pelo longo tempo de inatividade e ele seria colocado em jogo novamente neste sábado. A gota d'água, e o que fez Conor atacar o ônibus, foram as provocações de Khabib Nurmagomedov.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com