Topo
Na Grade do MMA

Na Grade do MMA

Cormier afasta fantasma de Jones e mira ex-campeões para consolidar legado

UOL Esporte

13/07/2018 13h42

Daniel Cormier aponta Mauricio Shogun e Brock Lesnar como possíveis rivais no UFC

Por Rodrigo Garcia

O UFC 226, realizado no último sábado (07), consagrou Daniel Cormier como campeão de duas divisões da organização e o colocou como um dos maiores nomes da história moderna do esporte. Mas engana-se quem pensa que o norte-americano está satisfeito com o status que adquiriu.

Antes do duelo contra Stipe Miocic, o campeão dos meio-pesados mostrava que ainda não havia superado o “fantasma” de Jon Jones ao provoca-lo após a pesagem. Contudo, se você apostava em um desafio ao algoz após a conquista do título, sinto informar, mas você perdeu.

O primeiro alvo de Cormier já foi indicado ainda dentro do octógono, quando ele disparou provocações ao ex-campeão dos pesados, Brock Lesnar. Presente no ginásio que sediou o evento, o astro do WWE não só embarcou na onda, como ainda deu um empurrão no novo campeão, já apimentando um possível duelo entre eles.

Na coletiva de imprensa, Cormier mostrou que não está interessado apenas em lutadores que atuam entre os pesados. Questionado sobre quem seria um bom rival para defender seu cinturão entre os atletas até 93 quilos, o norte-americano apontou Maurício Shogun como um possível desafiante.

Agora, você deve estar se perguntando: por que um atleta que está no auge de sua forma, como campeão de duas divisões, desafiaria um atleta que nem em atividade está, como é o caso de Lesnar, ou um que está longe de estar no seu auge, como Shogun? A resposta é simples: se consolidar como uma das lendas do esporte.

Com apenas mais duas lutas no contrato, o veterano já indicou que pretende encerrar sua carreira após cumpri-las, quando estará perto de completar 40 anos. Ao desafiar esses atletas, Cormier procura não apenas lutas que sejam favoráveis a ele em aspectos esportivos, mas também em termos de legado. Brock Lesnar é, até hoje, considerado um dos maiores nomes que já lutaram pelo UFC entre os pesados. Pesa a seu favor a enorme popularidade que possui nos Estados Unidos por suas apresentações no WWE.

Maurício Shogun, que vem de três vitórias em sequência entre os meio-pesados, já estava se credenciando a uma disputa de título, mas agora ganha ainda mais força após ser citado por Cormier. E assim como Lesnar, é o histórico do brasileiro que pesa para esse confronto, uma vez que ele já foi campeão do UFC e do Pride, os maiores eventos de MMA até aqui.

Para os confrontos saírem do papel e serem agendados, algumas questões precisam ser resolvidas. Brock Lesnar precisa terminar de cumprir a punição imposta pela USADA após ter sido flagrado em exame antidoping em sua última luta. Aliado a isso, ele também precisará se submeter aos seis meses de testes que a entidade antidopagem exige para conceder licenças para lutadores que estão abandonando a aposentadoria. Já o brasileiro precisará superar seu próximo rival, Anthony Smith, para sonhar com mais um title-shot.

E em meio a tantas incógnitas, existe apenas uma certeza: não haverá vida fácil para quem tentar interromper o legado do campeão.

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com