Topo
Na Grade do MMA

Na Grade do MMA

Em sua versão mais humana, Jones implorou para médico não encerrar luta

Jorge Corrêa

24/09/2013 07h12

Direto de Toronto*

Apesar de ter mantido o cinturão dos meio-pesados do UFC pela sexta vez em uma luta muito apertada, Jon Jones apresentou contra Alexander Gustafsson uma nova versão sua no octógono: a que ele mostrou ser mais humano. Como já foi dito aqui, ele sangrou pela primeira vez no Ultimate, além de ter apanhado muito.

Como bem lembrou o amigo Alexandre Matos, a camiseta que o norte-americano entrou para luta foi quase premonitória com o que aconteceu no combate. Ela tinha os dizeres "Not Quite Human", algo como "Não exatamente humano". Mas foi o contrário que aconteceu no combate.

Até esse combate, Jon Jones tinha passado por alguns riscos contra Lyoto Machida e Vitor Belfort, mas nem perto do que ele sofreu em Toronto no último sábado. Além de sangrar e cair pela primeira vez, esteve muito perto de ser derrotado, algo que ainda não tinha acontecido. Gustafsson bateu muito no campeão, até uma reação no último round.

  • 12586
  • true
  • http://esporte.uol.com.br/enquetes/2013/09/22/foi-justa-a-vitoria-de-jon-jones-sobre-alexander-gustafsson.js

Para um campeão do UFC que, até então, tinha dominado amplamente todos os seus adversários e tinha uma aura de invencibilidade – parecida com a de Anderson Silva antes de perder para Chris Weidman – foi tudo muito novo. E uma situação deixa muito clara essa nova versão do campeão dos meio-pesados.

Após a luta, Dana White revelou que Jon Jones implorou para que o médico não encerrasse a luta entre o quarto e quinto round, por conta dos ferimentos e dos sangramentos que ele tinha no rosto.

"Jon Jones mostrou que tem um queixo muito bom, tem uma trocação espetacular. Sabia que Gustafsson também estava machucado, mas Jones tinha um grande corte e sangrava muito. Os médicos queriam parar a luta, mas o Jon implorou para que ele não interrompesse", contou o presidente.

A situação dos dois depois do combate mostrou bem isso. O campeão teve de sair direto do octógono para o hospital e ficou por lá 4h a mais que seu adversário. Gustafsson, mesmo mancando, saiu do local andando sem maiores problemas.

Escolha quem são os principais campeões da história do UFC

Sobre o blog

Saiba o que acontece dentro e fora do octógono, relembre as grandes histórias e lutas que fizeram o vale-tudo se tornar o MMA. Aqui também será o espaço para entrevistas, análises, debates, polêmicas e tudo que faz do MMA o esporte que mais cresce no mundo.
Contato: nagradedomma@gmail.com